Jogo de xadrez para crianças: como incentivar os pequenos a jogar

7 minutos para ler

Anda pensando em incentivar o jogo de xadrez para crianças? Pois você não está sozinho nessa! Desde que a série O Gambito da Rainha estreou na Netflix, muita gente redescobriu esse jogo e o quão divertido e emocionante é disputá-lo. Isso sem falar que as pessoas estão ficando por dentro dos diversos benefícios que ele traz para a molecada quando faz parte da rotina da infância.

Por essa razão, trouxemos um post especial para ajudar a apresentar o xadrez para os mais novos de uma forma descomplicada e leve. Assim, você não só desperta a curiosidade e chama a atenção da garotada, mas realmente engaja todo mundo na brincadeira. Já se preparou? Então, vamos lá!

Qual a idade mínima para jogar xadrez?

Antes de qualquer coisa, é importante saber que a idade mínima para a galerinha começar a brincar de xadrez é a partir dos seis ou sete anos. Ou seja, quando as crianças já falam e se expressam melhor e também têm uma maior coordenação motora, principalmente a fina, que está relacionada aos movimentos das mãos.

Além disso, nessa idade, é quando elas entram na terceira infância, uma fase marcada pelo desenvolvimento mais amplo da cognição — que é a capacidade de aprender, memorizar, utilizar e refletir sobre informações e conhecimentos mais complexos.

Tudo isso é necessário para que os pequenos possam não só se divertir para valer com o xadrez, mas principalmente entender como ele funciona, conhecer o papel de cada peça (e os movimentos que elas podem fazer) e qual o objetivo de cada jogador. Isso, é claro, sem falar nas regras que o jogo tem e que são responsáveis por torná-lo tão desafiador.

“Mas e se a turminha com menos de seis anos quiser brincar?” Nesse caso, não há problema algum, viu? Eles podem se entreter bastante e você tem como passar bons momentos interagindo e dando risadas ao lado deles.

A questão é que quanto mais nova for a criança, mais lúdica e simples são as brincadeiras para ela. Afinal, o raciocínio lógico e abstrato ainda está em um processo inicial de desenvolvimento. Logo, é natural que meninos e meninas não assimilem todas as regras nem mesmo vejam o xadrez como ele de fato é.

Ao contrário, durante a brincadeira, o mais provável é que o tabuleiro se torne uma espécie de palco ou cenário para peças que se transformam em bonecos e o que mais a criatividade infantil permitir. Portanto, se o seu objetivo é realmente estimular a formação de novos xadrezistas, foque a faixa etária que mencionamos, combinado?

Quais são os benefícios do jogo de xadrez para crianças?

jogo de xadrez para crianças

No início do texto, falamos sobre os benefícios que o jogo de xadrez trás para a galerinha, mas se você não está a par de quais são eles, não esquenta! Nós vamos abordar os principais aqui. Confira!

Memória

Por ter que recordar do posicionamento das peças, dos movimentos feitos e das regras existentes, é inevitável: a criança desenvolve e aumenta a própria memória. Ela se torna, inclusive, mais ágil para lembrar de velhos acontecimentos e até para narrar com precisão os detalhes deles. Bem interessante, né? Com o tempo, essa habilidade vai ser uma ótima vantagem na hora de aprender e estudar novos assuntos.

Empatia

Como o jogo de xadrez envolve vitórias, empates e também derrotas para ambos os jogadores, a molecada aprende a se colocar mais no lugar do outro, respeitando os sentimentos, as expectativas e as frustrações que o adversário sente.

Isso é muito valioso para que as crianças se tornem adultas mais tolerantes, amigáveis e capazes de competir de forma saudável e positiva.

Raciocínio

O jogo de xadrez é, basicamente, raciocínio. É pensar em possibilidades de movimentos, prever os passos do adversário, considerar situações de xeque-mate etc.

Logo, com tanto estímulo, é natural que o raciocínio dos pequenos se aprimore e que refletam de maneira mais abstrata, tendo facilidade com aspectos matemáticos, além deduzir e intuir coisas com mais rapidez e por aí vai.

Concentração

Além do que já foi falado, o xadrez facilita o processo de concentração infantil, ajudando as crianças a manter o foco em um determinado lugar ou atividade e ignorar as distrações ao redor delas. Isso é bastante útil por toda a vida, especialmente na hora de estudar, assistir aulas e fazer provas.

Paciência

Se você assistiu O Gambito da Rainha, viu que uma partida de xadrez nem sempre acaba rápido. Algumas, na verdade, podem durar horas a fio! Portanto, a paciência se torna uma habilidade essencial e constantemente trabalhada pelos jogadores, pois qualquer atitude precipitada pode passar a vitória para o adversário.

O legal disso é que o jogo ajuda as crianças a também serem mais pacientes na vida, aprendendo a ter que esperar pelos outros, a lidar com prazos e a entender que nem tudo é aqui e agora só porque ela deseja assim.

Rendimento escolar

Ao melhorar todas as outras habilidades, a criança fica motivada a se superar cada vez mais. Isso a leva a dar um gás maior nos estudos, a participar mais das atividades nas escolas e a aprender coisas para além da sala de aula. Como resultado, o rendimento escolar cresce bastante.

Como incentivar o jogo de xadrez para crianças?

Para estimular o interesse pelo jogo de xadrez, é importante que você monte um planejamento em etapas para apresentar o jogo às crianças. O motivo é simples: não jogar uma série de informações para os pequenos digerirem de uma hora para a outra, mas dar tempo para que se familiarizem e se acostumem com a novidade.

Por exemplo, comece mostrando quais são as peças e o que cada uma delas representa (peão, rainha, cavalo etc.). Depois, indique quais movimentos elas podem fazer (por exemplo, torre anda na vertical e horizontal).

Feito isso, realize alguns treinos com a garotada para que todos se habituem a esses passos. A próxima fase, por sua vez, é a prática da disputa que vai levar as crianças a entenderem como vencer o oponente

Como mostrado, incentivar o jogo de xadrez para crianças está longe de ser algo complicado! Apenas é preciso, além da idade certa para os pequenos, planejamento da sua parte e uma boa dose de paciência com humor e atenção.

Daí em diante, a garotada pega o jeito, entendendo como ele funciona e se interessando em aprender novas jogadas cada vez mais. Se duvidar, em pouco tempo, eles já estão craques na brincadeira e vencendo todo mundo da família sem fazer esforço.

Se você ganhou ânimo para já começar a ensinar o xadrez para a turminha depois de ler nosso texto, não perca tempo e já garanta o seu exemplar com a gente!

Posts relacionados

Deixe um comentário