Youtubers infantis: por que as crianças gostam tanto?

7 minutos para ler

Certamente, você já reparou como o número de youtubers infantis têm crescido e atraído cada vez mais os pequenos para seus canais, não é mesmo? Por conta disso, os adultos que têm criança em casa estão em alerta com essa movimentação. Afinal, eles querem preservar a garotada e garantir que consuma um conteúdo alto astral, seguro e, em especial, adequado à idade que tem.

Pensando nisso, trouxemos um post que vai ajudar a concretizar esse objetivo e tornar o acesso da turminha à internet mais proveitoso. Acompanhe e saiba o que fazer!

Por que as crianças gostam tanto de YouTube?

Há vários motivos que explicam isso. O primeiro é, sem dúvidas, a variedade de conteúdos (animações, desenhos, séries, programas etc.) produzidos em diferentes anos, países, línguas e por aí vai. Tudo disponível a um só clique e a qualquer hora do dia.

É uma facilidade e uma praticidade que a TV e o videogame não oferecem. Além disso, não há custo para assistir nenhum vídeo, diferentemente dos serviços de streaming, que precisam dos adultos para serem assinados e renovados mensalmente.

Outra razão é o fato de o YouTube ser bastante acessível, permitindo que crianças de várias idades se adaptem a ele e mexam na plataforma sem problemas. Fora tudo isso, a variedade de youtubers infantis só aumenta a cada dia.

Com isso, as crianças entram em contato com um ou outro nome mesmo que não os acompanhem. Afinal, há os irmãos, os primos, os vizinhos e os colegas de sala que comentam e apresentam vários canais a elas, incitando a assisti-los.

Quais os prós e os contras dos youtubers infantis?

Há vários youtubers infantis que produzem conteúdo de qualidade. Em grande parte, porque contam com uma equipe especializada (com pedagogos, professores e psicólogos, por exemplo) para se adequarem a esses espectadores mirins.

Nesses casos, o material produzido tem uma boa dose de criatividade, brinca com o faz de conta, explora o lúdico, instiga o conhecimento pelas ciências, traz ensinamentos sobre a natureza e os animais, desperta a curiosidade pela história, mostra a importância de estudar e por aí vai.

Ou seja, é um conteúdo muito produtivo para o desenvolvimento cognitivo e escolar da garotada. Por isso, é essencial pesquisar e se informar sobre canais que têm esse compromisso com a adequação ao público mais novo.

Já aqueles que não têm essa preocupação devem ser evitados para não estimularem comportamentos inadequados, consumismo exagerado, desrespeito com os mais velhos, ansiedade infantil e mau desempenho no colégio.

Como controlar o tempo e os conteúdos vistos na internet?

Youtubers infantis

Abaixo, reunimos algumas sugestões para controlar melhor o acesso da turminha ao YouTube e, consequentemente, ao que eles consomem de conteúdo. Fique atento a elas!

Determine um limite de tempo para que os pequenos acessem a plataforma

Se os adultos, mesmo com mil e um afazeres, muitas vezes perdem a noção da hora assistindo vídeos no YouTube, imagine as crianças, que têm bem mais tempo livre, não é mesmo? Portanto, é importante que você estabeleça uma quantidade de minutos/horas que elas podem ficar de frente para o computador ou com o celular nas mãos.

Por exemplo, 30 minutos de segunda a sexta e até uma hora no fim de semana. Isso evita que a turminha queira aproveitar cada oportunidade que tem para acessar a plataforma e deixar de lado as atividades do colégio para acompanhar vídeos.

Para completar, isso também reduz as chances de surgirem hábitos prejudiciais como o de conferir os canais de youtubers durante o almoço ou na hora de dormir — que são momentos importantes para a saúde e o desenvolvimento das crianças.

Dê preferência ao YouTube Kids

Como é de se esperar, vários dos vídeos do YouTube não são apropriados para a galerinha, o que deixa muitos adultos com a pulga atrás da orelha sobre o que as crianças podem descobrir sem querer.

Diante disso, a própria plataforma lançou um aplicativo da rede chamado YouTube Kids. Nele, todos os conteúdos são voltados exclusivamente para a molecada, e os pais, tios, avós e demais familiares ainda podem indicar qual a faixa etária da criança que está acessando (até quatro anos, de cinco a sete ou de oito a 12).

Dessa forma, os vídeos mostrados são adaptados para a idade certa, garantindo um maior entretenimento e diversão e sendo ideais para desenvolver a criatividade infantil. Curtiu a proposta do app? Então, é só baixá-lo! Ele está disponível para iOS e Android.

Assista aos vídeos ao lado da garotada

“Mas e se os pequenos já acessam a plataforma regular e estão acostumados com ela? Como lidar nessa situação?”. Nesse caso, uma solução rápida e eficaz é você assistir aos vídeos que eles querem ao lado deles.

Assim, dá para se informar sobre o tipo de conteúdo produzido pelos canais favoritos das crianças, conferir como é a linguagem que os youtubers utilizam ao se comunicarem com o público infantil e, de quebra, observar quais vídeos aparecem no lado direito da tela como sugeridos — avaliando se são ou não indicados para a garotada.

Edite as configurações de controle parental do YouTube

Uma última sugestão é editar as configurações de controle parental do YouTube para determinar o que as crianças podem ou não acessar. O processo é bem simples. Você clica no ícone de aplicativos da rede que fica no canto superior direito da tela e, em seguida, na opção YouTube Kids.

Depois escolhe a alternativa “sou pai/mãe” e cria uma conta para o pequeno. Como ela é limitada por um adulto, dá para favoritar determinados youtubers, bloquear alguns canais e impedir a exibição de vídeos relacionados a conteúdos inapropriados.

Quais são os canais infantis famosos?

Para finalizar, não podíamos deixar de mostrar alguns canais infantis famosos que são boas opções para entreter a molecada. Três bons exemplos são:

  • O Canal Do Joãzinho (para crianças até quatro anos): conta com animações que mostram o dia a dia do Joãozinho e as descobertas que ele faz sobre saúde, atividade física, animais, alimentação etc.;

  • Toyzera (para crianças de cinco a 12 anos): traz diversos vídeos sobre super-heróis, a respeito de como montar LEGO e outros blocos de encaixar e desafios para as crianças fazerem com os amigos etc.;

  • Maria Clara & JP (para crianças de cinco a 12 anos): apresenta atividades de ciências que são caseiras, mostra diferentes brincadeiras que podem ser feitas dentro do lar e ainda traz animações com histórias infantis.

Como você viu, os youtubers infantis são úteis não só para divertir e passar o tempo, mas também para aprender coisas novas e aguçar a curiosidade dos pequenos. Por isso, é importante fazer um levantamento (e um monitoramento constante) de canais que as crianças podem assistir. Dessa forma, você tem tranquilidade com o conteúdo que elas consomem, pois sabe que eles serão de qualidade!

Gostou do post? Então, aproveite nossas dicas de canais e já se inscreva no canal Toyzera!

Posts relacionados

Deixe um comentário