Amamentação: descubra as principais recomendações para esse momento

7 MINUTOS DE LEITURA
6882
amamentação

A amamentação é um dos momentos importantes na vida das mamães e dos bebês. Para elas, é uma forma de conexão com os pequenos. Para eles, é essencial para o desenvolvimento saudável, por conta do potencial nutritivo e da proteção contra diversas doenças.

Por outro lado, aprender como amamentar corretamente pode ser um desafio para muitas mulheres, especialmente para as mamães de primeira viagem. Por isso, o blog Modo Brincar montou um guia sobre o assunto, com algumas recomendações e dados que podem ajudar nesse momento.

A Dra. Fernanda Monteiro Colete separou algumas dicas importantes. Ela é autora do livro Super Gênios, terapeuta ocupacional e especialista em desenvolvimento infantil. No Instagram (@drafermonteiro), posta diversos conteúdos sobre as crianças. Confira!

Qual é a importância da amamentação?

Em primeiro lugar, amamentar é muito positivo para a criança. “A amamentação é extremamente importante para o bebê, pois fornece todos os nutrientes e vitaminas necessários para o desenvolvimento saudável. Além disso, o leite materno contém anticorpos que ajudam a proteger contra doenças e infecções”, diz a especialista.

A Dra. Fernanda destaca que “a amamentação pode ajudar a prevenir a obesidade infantil, o diabetes do tipo 2 e outras doenças crônicas mais tarde na vida”. Amamentar também é se conectar com a criança, algo importante, especialmente, nos primeiros meses de vida. 

A profissional destaca: “a amamentação também é importante para o vínculo entre a mãe e o bebê. Pode ajudar a reduzir o estresse dos dois, promovendo o bem-estar emocional”. 

Para o bebê

Esse momento é tão significativo para a criança que o Ministério da Saúde recomenda que a dieta dos pequenos seja composta exclusivamente por leite materno até os seis meses. A indicação é que o alimento faça parte da rotina dos pequenos até pelo menos dois anos.

Essa alimentação também ajuda o desenvolvimento da arcada dentária e o bom funcionamento digestivo. “Em resumo, a amamentação é uma parte vital da nutrição e do cuidado infantil para o fortalecimento da relação afetiva e tem uma série de benefícios para o bebê, tanto a curto quanto a longo prazo”, completa a especialista.

Para a mamãe

Além de ser benéfico para a criança, a amamentação traz diversas vantagens para a mãe. Segundo estudo da Universidade do Arizona, amamentar libera alguns hormônios, como a ocitocina, que tem efeito calmante. Outros exemplos são:

  • redução do risco de doença cardíaca, diabetes ou câncer;
  • possibilidade de perda de peso, por conta do alto gasto de energia para a lactação;
  • redução do risco de hemorragia e anemia após o parto;
  • auxílio na recuperação e na cicatrização do útero após o parto.

Como facilitar o momento da amamentação?

Sabendo da importância, está na hora de entender como facilitar esse momento, tanto para a mamãe quanto para o bebê. A Dra. Fernanda dá algumas dicas sobre amamentação e ressalta: “no início, a mãe e o bebê precisam se adaptar. Procure a maneira mais confortável para os dois e esteja atenta a como o bebê está mamando”.

Saber como amamentar um recém-nascido é uma tarefa que as mamães aprendem com a prática. Ao notar que amamentar deitada, por exemplo, é melhor para você e para o bebê, aposte nessa posição. 

Entre as orientações sobre amamentação, a especialista recomenda o uso de almofadas, que podem auxiliar no posicionamento e deixar os dois mais confortáveis. Ela completa: “faça desse momento algo agradável para você e para o bebê. Com o passar do tempo, a amamentação fica mais tranquila, pois a mãe e o bebê descobrem a melhor posição.” 

A especialista também estimula que as mulheres estejam sempre atentas aos sinais físicos que o próprio corpo pode oferecer: “a mãe não deve sentir dor ao amamentar, nem machucar o peito. Caso isso aconteça, busque um especialista em amamentação para receber orientações específicas”.

amamentação

Outras recomendações

Visando ajudar ainda mais esse momento tão especial, Dra. Fernanda listou alguns cuidados que devem ser tomados. Lembre-se de sempre contar com o acompanhamento de um profissional. Confira a lista:

  • não utilize medicamento sem prescrição médica;
  • não consuma bebidas alcoólicas, nem cigarros;
  • beba muito líquido, já que a hidratação influencia a produção do leite;
  • tenha uma alimentação saudável;
  • busque descansar e ter um sono adequado;
  • esteja preferencialmente em um ambiente tranquilo, converse e olhe nos olhos do bebê.

A especialista ressalta que “sono, estresse e hidratação são fatores que influenciam diretamente a produção do leite materno”. Também é importante contar com uma rede de apoio, que pode oferecer ainda mais auxílio nesse momento.

Caso tenha dificuldades para extrair o leite, vale optar por uma bomba. Consulte o seu médico para saber qual é o melhor modelo para o seu caso. Os absorventes também são ótimos aliados para evitar o vazamento de leite para a roupa.

Lembre-se de respeitar o tempo que o pequeno quer mamar. Cada um tem o próprio ritmo, e não é recomendado interromper a mamada. Se for necessário tirar o bebê para soltar o mamilo sem machucá-lo, coloque o dedo mínimo no canto da boca da criança, entre as gengivas, fazendo-a soltar devagar.

Dicas de amamentação

Muitas mamães têm dúvidas sobre como fazer o bebê pegar o peito. Apesar do reflexo ser natural, alguns recém-nascidos podem ter dificuldades na hora de mamar nos primeiros dias de vida. 

A pega incorreta pode ser frustrante para o bebê e dolorosa para a mãe. Portanto, confira algumas dicas para pega correta na amamentação:

  • verifique a sua posição para a pega da mama. Seja qual for a escolhida, a cabeça, o pescoço e a coluna do bebê devem estar alinhados;
  • estimule o bebê a abrir a boca segurando-o perto de você, com o mamilo na altura dele. Em seguida, encoste devagar o mamilo no lábio superior do pequeno para ele abrir a boca;
  • quando a boca do bebê estiver bem aberta, traga-o para o peito, apontando o mamilo para o céu da boca. Certifique-se de que a aréola está inteira ou quase na boca da criança;
  • durante a amamentação, mantenha o bebê bem perto, com o queixo em contato com o seio. O nariz do recém-nascido deve ficar livre para ele respirar com facilidade, enquanto aprende a coordenar a sucção e a respiração;
  • sempre observe se o maxilar está se movimentando enquanto o bebê mama e se você consegue ouvi-lo sugar e engolir. Esses são sinais de que ele está mamando corretamente.

Fique por dentro de tudo sobre o universo da maternidade!

Agora, você conhece mais detalhes sobre a amamentação. Após conferir este conteúdo, que tal conhecer outros artigos sobre maternidade no blog Modo Brincar? Há várias dicas para essa fase tão especial da vida. Saiba mais!

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *