Como lidar com a frustração? 7 formas de ajudar a criança

menina sentada em quadra de futebol segurando bola pensando em como lidar com a frustração

É muito chato quando as coisas não saem como o esperado. Porém, faz parte da vida humana lidar com imprevistos e situações que fogem do controle. Tanto é que, desde a infância, precisamos aprender como lidar com a frustração e superar esse sentimento.

Emoções como raiva, decepção e tristeza não podem ser evitadas a qualquer custo. Quando compreendidas pelas crianças, tendem a trazer grandes aprendizados e enriquecer o desenvolvimento infantil. Nesse processo, o suporte e o acompanhamento dos adultos são essenciais.

Quer saber como ajudar os pequenos no enfrentamento de suas angústias? Veja dicas que podem ser úteis!

1. Ofereça apoio

O primeiro passo é deixar claro que sempre haverá alguém disponível para acolher a criança. Esse apoio não significa aceitar suas reclamações ou buscar justificativas para um comportamento ruim. Antes de tudo, é preciso mostrar que os pais ou os responsáveis estão cientes do problema que acaba de surgir.

A escuta ativa é muito bem-vinda nos momentos que pegam a molecada de surpresa, quando cai a ficha de que certas expectativas não serão atendidas. Então, coloque-se à disposição para ouvir e conversar sobre o motivo que gerou a insatisfação. Lembre-se de que o diálogo aberto e respeitoso é uma das bases da relação saudável.

2. Cite exemplos de suas vivências

O acolhimento pode envolver diferentes ações, conforme a idade da criança e o tipo de cenário que causou o desgosto. No aprendizado de como lidar com a frustração, é possível fornecer desde um abraço acompanhado de poucas perguntas até explicações detalhadas sobre o funcionamento da vida em sociedade.

Para os mais crescidos, pode ser interessante discutir a existência das decepções e contar casos que já aconteceram com você. Ou seja, cite situações que te deixaram para baixo, trazendo desânimo e outras sensações negativas. A intenção é provar que se trata de uma realidade experimentada por todas as pessoas e em diferentes fases da vida.

3. Explique que esse sentimento é normal

Seguindo a ideia do tópico anterior, procure formas de tirar qualquer sentimento de culpa da criança. Uma boa tática é falar que as frustrações são normais e vão acompanhá-la desde o nascimento até a velhice. Também explique que o melhor caminho para amenizar algo que não pode ser evitado é trabalhar as emoções.

Existem até desenhos infantis que abordam a complexidade dos sentimentos de forma lúdica, como é o caso da animação Divertida Mente. Além de contar com os programas educativos e as atividades da escola, é crucial que os familiares sirvam de exemplo positivo na hora de enfrentar um aborrecimento.

Pense que os pequenos aprendem muita coisa observando os adultos, reproduzindo várias atitudes e reações desse público. Cabe aos responsáveis, portanto, agir com paciência frente aos obstáculos, de modo que as crianças se espelhem em boas condutas.

4. Diga palavras de incentivo

Empatia faz toda a diferença ao aprender como lidar com a frustração infantil. Ela evita práticas que podem gerar bloqueios no diálogo. Falar muito alto, reprimir sentimentos ou apontar os erros dos pequenos só fará com que se fechem ainda mais para resolver o problema.

A dica aos responsáveis é respirar fundo e abordar o assunto com calma. Explique que o tempo resolve muitos problemas, por isso, é preciso sentir as emoções antes de querer substituí-las por alívio e conforto. As palavras de incentivo podem ser iniciadas das seguintes maneiras:

  • fique tranquilo, pois vai passar;
  • eu te entendo e estou aqui para ajudar;
  • pode chorar, depois você me conta o que ocorreu.

5. Mostre o lado positivo

Explorar saídas vantajosas é importante no desafio de como lidar com a frustração infantil. Você pode se surpreender com o quanto a molecada se anima ao receber motivação. Assim, em vez de limitar a conversa aos sentimentos ruins, experimente mostrar os ganhos que a criança pode ter com o enfrentamento das decepções.

Diga, por exemplo, que aceitar as fases difíceis da vida nos torna mais fortes e resilientes. Essas qualidades ajudam no alcance de objetivos e favorecem vivências agradáveis no lar, na escola e outros espaços. Lembre às crianças que o momento de brincar também fica melhor quando todos os participantes aprendem a ouvir, aguardar sua vez e respeitar as diferenças.

6. Aprenda a dizer “não” mais vezes

A gente sabe que ter pedidos negados é dolorido, mas necessário para aprender como lidar com a frustração e se tornar uma pessoa mais tolerante. Muitos familiares não gostam de contrariar os pequenos por acharem que serão vistos como pessoas maldosas, que querem apenas punir.

Acontece que o “não” estará presente em várias ocasiões da vida, logo, nada melhor que acostumar a criança a receber essa palavra em alguns momentos. Quando a decepção aparecer e for expressada em forma de choros ou gritos, seja firme enquanto oferece o devido acolhimento.

O público infantil precisa entender que não dá para conseguir tudo, muito menos na base da birra e da insistência. Além disso, nunca desvie o assunto para evitar conversas desagradáveis. Com carinho envolvido, é possível falar sobre assuntos sérios sem parecer autoritário.

7. Ensine a criança a esperar

Se conter as emoções já é complicado para os adultos, imagine para quem está experimentando suas primeiras variações de humor. Haja esforço para não se deixar levar e explodir de vez. O que nos conforta é saber que nada supera o processo de reconhecer, acolher e controlar os sentimentos com inteligência.

Para transmitir esse conhecimento aos pequenos, diga que eles só terão condições de resolver suas angústias quando acalmarem os ânimos. Estresse e briga não permitem enxergar saídas, portanto, é crucial ter paciência e esperar o turbilhão de pensamentos passar antes de conversar ou tomar uma atitude.

Viu como existem várias táticas para aplicar na rotina familiar? Esperamos que você aproveite as dicas de como lidar com a frustração e consiga bons resultados. Vale lembrar que o interesse dos responsáveis sobre o tema sempre será positivo para que crianças e adultos trabalhem suas emoções de um jeito saudável.

Agora, aproveitando o gancho do artigo, veja também como auxiliar no desenvolvimento da inteligência emocional infantil!

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Mais

brincadeiras legais|brincadeiras legais
29969

10 brincadeiras legais para fazer em casa

Quer algumas dicas de brincadeiras legais para fazer em família? Leia o nosso post agora mesmo e confira 10 sugestões divertidas!
Imagem de duas mulheres e uma criança jogando videogames
0

Confira uma lista com 8 dos melhores jogos para PS4

Quem é apaixonado pelo mundo dos games certamente conhece o PlayStation. Esse console é um dos mais famosos para quem ama jogar, por isso está...
Imagem de duas crianças jogando xadrez
1326

Jogo de xadrez para crianças: conheça os benefícios e como incentivar os pequenos a jogar 

Depois da estreia de O Gambito da Rainha, na Netflix, muita gente voltou a se interessar pelo xadrez e viu quão divertido e emocionante é...
três crianças sentadas no chão da sala segurando controle jogando os melhor jogos do xbox one
0

Confira uma lista com os 6 melhores jogos do Xbox One

O mundo dos games é uma verdadeira paixão para todas as idades. Os gráficos incríveis e as histórias fantásticas tornam essa atividade muito divertida para...
lenda do saci|lenda do saci
3165

Conheça a lenda do Saci e o que as crianças podem aprender com ela

A lenda do Saci traz muitos ensinamentos. Por isso é interessante valorizá-la e contá-las às crianças. Em nosso post, falamos sobre o assunto. Confira!
pai e filho jogando bola em quadra representando os jogos para pai e filho
0

Jogos para pai e filho: 8 brincadeiras para se divertir!

Quer estreitar os laços com seu pequeno e não sabe como começar? Que tal programar um dia inteirinho com jogos para pai e filho? Assim,...