Como o filme Divertida Mente pode ajudar a conversar sobre o desenvolvimento emocional infantil?

7 minutos para ler

Hoje em dia, muito se fala da importância da inteligência emocional e sobre como aperfeiçoá-la por meio da auto-observação, mas nem sempre as pessoas se dão conta de que esse processo se inicia ainda nos primórdios da infância. É nessa fase que o cérebro está formando novas conexões, e o desenvolvimento emocional infantil vai definir quem a criança será no futuro.

A questão é justamente como estimular tal processo de amadurecimento e consciência de emoções na molecada de modo lúdico e simples de compreender? Use o cinema como ponto de partida! O filme Divertida Mente traz importantes mensagens para a garotada e para nós também.

Quer entender por que o desenvolvimento emocional infantil é essencial e saber como a animação da Pixar pode ajudar? Então, continue com a gente, pois é sobre isso que falaremos por aqui!

Qual a importância do desenvolvimento emocional?

O desenvolvimento emocional é a aquisição, ao longo do tempo, da capacidade comportamental de manifestarmos nosso temperamento nas atividades cotidianas e no ambiente social. Em outras palavras, é como a criança entende e diferencia o que sente nas suas interações sociais e no decorrer dos seus dias.

É por meio desse processo que as crianças tomam consciência da origem das suas emoções e aprendem a gerenciá-las. Isso acontece gradualmente, quando elas começam a fazer a leitura das expressões faciais das pessoas ao seu redor e a interpretá-las de acordo com o contexto social.

Os pimpolhos passam a ter determinados objetivos emocionais, que estão relacionados às pessoas e, claro, a si mesmos. Acontece que é nessa fase que certas conexões neurais no lobo frontal do cérebro começam a se surgir (embora se aprimorem pelo resto da vida), e essas conexões são responsáveis, entre outras coisas, por ajudar na concentração das tarefas e na tomada de decisões — identificando erros e acertos em determinadas escolhas e atitudes.

Ou seja, o desenvolvimento emocional tem um papel importantíssimo para a conquista dos processos de compreensão, de memória e de aprendizado das crianças. Além disso, auxilia na aceitação de mudanças e frustrações, na capacidade de ouvir mais, no desenvolvimento da empatia e, claro, na regulação das emoções.

Como o filme Divertida Mente pode auxiliar?

O desenvolvimento emocional define o modo como uma criança vê o mundo e como ela reage às situações da vida. Promover bons vínculos familiares faz com que ela cresça segura e se torne um adulto saudável, com inteligência emocional. Afinal, como abordar o assunto e explicar sentimentos para os pequenos?

A forma como as crianças manifestam suas emoções varia bastante e depende do seu repertório prévio. Assim, uma excelente opção para introduzir o tema é usufruir da linguagem leve, lúdica e didática dos filmes infantis de animação. Divertida Mente da Disney – Pixar faz exatamente isso, ao explorar as emoções básicas do ser humano na dinâmica da família de Rilley, uma garotinha que enfrenta as dificuldades de uma mudança de cidade.

O filme aborda as cinco emoções básicas das pessoas (embora um estudo tenha identificado 27 delas): alegria, tristeza, raiva, medo e nojo. Pete Docter, diretor da animação, consultou psicólogos e neurologistas para elaborar o roteiro, isto é, você terá o respaldo de especialistas para tratar desse assunto com os pequenos mais facilmente.

Veja só como a saúde emocional das crianças é explorada e quais são as principais lições que o filme deixa para nós e para a garotada.

Não existem emoções ruins

desenvolvimento emocional infantil

Apesar de querermos somente momentos de alegria na vida, não é assim que o mundo se apresenta, concorda? Todas as emoções são importantes para avaliarmos e lidarmos melhor com os desafios de cada etapa da vida.

Powered by Rock Convert

O nojo e o medo são emoções fundamentais, ligadas diretamente à sobrevivência. É o nojo que nos impede de comer algo estragado e faz com que tenhamos hábitos de higiene pessoal, por exemplo, enquanto o medo nos sinaliza o limite tênue entre o seguro e o perigo.

A tristeza, vista como desnecessária para muitas pessoas, é essencial justamente para identificarmos o que nos incomoda. Com ela, podemos encarar as dificuldades, pensar quais atitudes tomar para mudarmos a situação e encerrar etapas.

O filme deixa o recado de que a ausência de emoções é muito mais maléfica do que qualquer sentimento isolado.

Não podemos reprimir nossos sentimentos

Você já reparou que hoje em dia existe uma certa pressão para sermos felizes o tempo todo? Uma das maiores lições de Divertida Mente para o desenvolvimento emocional infantil é que não devemos reprimir os nossos sentimentos.

Ninguém consegue ser feliz, corajoso e seguro 100% do tempo, não é mesmo? Então, o que fazer com as demais emoções quando elas surgem? Deixar que fluam, simples assim. Permitir que elas se manifestem. Afinal, não é absolutamente normal que uma criança se sinta triste por deixar amigos, escola e tudo o que é familiar para trás?

Lembre-se de que cada sentimento nos dá uma mensagem, e é importante conversar com a criança para entender, por exemplo, o motivo que a levou a sentir raiva, medo ou tristeza. Compreendendo isso, é muito mais fácil enxergar soluções e até mesmo superar com mais rapidez essas emoções.

Não somos somente uma emoção

Diante de cada situação da vida, uma emoção se sobressai. Porém, as demais estão sempre conosco — é o conjunto e o equilíbrio entre elas que nos faz tomar as decisões na vida. Isso porque as memórias são fixadas no cérebro junto ao nosso estado de humor.

Qualquer lembrança que guardamos traz consigo um sentimento, bom ou ruim. As emoções são o estopim para o comportamento, seja de proteção, seja de impulso para realizar algo — e tais respostas geradas pelos sentimentos criam e consolidam as memórias.

O filme aborda isso e deixa claro como algumas memórias têm papel crucial na formação da personalidade de cada um. Cada momento importante ou especial para Rilley é assimilado pela garotinha e vai se juntar a outras situações para consolidarem traços específicos da sua personalidade.

Essa animação faz uma crítica bem profunda quanto à disputa entre a Alegria e a Tristeza. Durante a história, a Alegria tenta sufocar a Tristeza a todo custo, mas por fim entende que elas podem trabalhar juntas, principalmente quando Rilley se sente melancólica lembrando de bons momentos do passado.

Além disso, reforça o que falamos acima, sobre dar o contraste do cenário: só sabemos o que nos faz feliz quando percebemos o que nos faz triste.

Então, assistir Divertida Mente com as crianças é uma excelente maneira de introduzi-las a essa complexidade e de guiar as suas conversas com os pequenos. Assim, você consegue estimular o desenvolvimento emocional infantil de forma bem saudável. Apenas prepare-se para mexer com as próprias emoções!

Gostou do nosso artigo? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e deixe essa dica de filme para os seus contatos assistirem com a garotada!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário