O que são e-games? Entenda quais são os prós e contras para as crianças

7 minutos para ler

E-games, também conhecidos como esportes eletrônicos, são o estilo de jogo que está atraindo a atenção da meninada. Desafiadores e envolventes, eles conectam a interação construída pela tecnologia com um formato de entretenimento que desafia, diverte e (também) vicia.

Mas quais são os benefícios e os pontos de atenção a serem acompanhados nas crianças que adoram os jogos eletrônicos? Antes de proibir ou liberar sem limites o videogame e os joguinhos de tablet, confira quais são os prós e contras dos e-games para os pequenos. Confira!

O que são os e-games?

A geração alpha já nasceu conectada. Ela desconhece um universo no qual não existem estímulos eletrônicos, como celulares, televisões, computadores e videogames. Altamente conscientes das possibilidades da tecnologia, essas crianças encontram nos e-games uma fonte de diversão e aprendizado.

Os e-games são o nome que define os jogos eletrônicos interativos. Podem ser encontrados em computadores, videogames, televisões e tablets, além de qualquer outro formato de gadget com tela.

O conceito surgiu com a evolução dos jogos de computador, baseados na inteligência artificial. Nos últimos anos, o nível de interação ganhou ainda mais força. Nos e-games, é possível conectar-se com outros jogadores (espalhados por todo o mundo) e ter uma troca que combina simulações de esportes reais, desafios em mundos fantásticos ou até mesmo a construção de pequenas cidades.

Quais são os mais famosos?

Os jogos eletrônicos são continuamente atualizados a partir das tendências do momento. Mas os games mais famosos também vão variar bastante de acordo com a idade e o perfil do jogador. Conheça a seguir alguns dos mais famosos!

Among Us

O e-game Among Us surgiu como uma grande febre durante a pandemia. Caracterizado por uma temática de sobrevivência em grupo, o jogo gira em torno de tarefas e desafios que buscam identificar quem são os impostores de um grupo.

O sucesso do jogo foi tamanho que está previsto que Among Us seja incorporado ao PS4 e PS5 ainda em 2021.

Minecraft

e-games

Também baseado na temática da sobrevivência, Minecraft consiste na exploração de um mundo tridimensional, com diversos blocos em pixel que combinam a construção criativa de um mundo com a superação dos inimigos.

Assim como aconteceu com Among Us, Minecraft ganhou grande popularidade a partir das redes sociais. Há uma grande gama de influenciadores que participam dos e-games e gravam suas rotinas de diversão.

Roblox

Uma divertida plataforma de criação de games 3D leva o novo de Roblox. Ele é categorizado como um jogo online com múltiplos jogadores. A usabilidade é simples e carrega até mesmo uma pegada educacional. Mas não é preciso ser um especialista em programação para curtir o espaço.

Existem mais de 15 milhões de games prontos para jogar e gratuitos — o que fez com que Roblox fosse despontasse como um grande sucesso, desde os primeiros momentos da pandemia.

Fifa, Fortnite, League of Legends…

Com a reprodução de jogos de futebol, o tradicional Fifa consegue criar um universo de realidade virtual, com jogadores de verdade reproduzidos no game.

League of Legends não fica atrás no nível de detalhamento. No gênero batalha multijogador, é um jogo de estratégia e muita ação. O mesmo pode ser dito de Fortnite, com versões variadas e desafios que fizeram do game um fenômeno mundial.

Entre todas as inúmeras opções de e-games, o desafio para os adultos é equilibrar a brincadeira, para que os pequenos continuem curtindo outros formatos de brincadeiras e atividades.

Quais são os prós e contras dos e-games para a meninada?

Os jogos eletrônicos não devem ser encarados como algo negativo. Entre os benefícios dos e-games, destacam-se o entretenimento e as possibilidades de interação que eles oferecem.

A seguir, mais alguns dos prós dos e-games para as crianças:

  • permitem o desenvolvimento das habilidades de tomada de decisão;
  • ampliam a visão de mundo, levando o jogador para culturas desconhecidas;
  • fortalecem o interesse e a curiosidade por fatos históricos;
  • no formato multijogador, possibilitam a construção de conexões;
  • estimulam a persistência e o foco do jogador;
  • impulsionam a criatividade e a concentração infantil;
  • possibilitam uma competitividade positiva.

Por outro lado, alguns pontos relacionados aos jogos eletrônicos devem ser acompanhados. É imprescindível que a criança não seja exposta a e-games inadequados para a sua faixa etária. Por isso, a supervisão e a orientação de um adulto são essenciais para garantir a segurança dos pequenos.

Como em qualquer outra situação, exageros devem ser observados muito de perto. O tempo de exposição a telas, em excesso, pode afetar negativamente a qualidade do sono das crianças e causar problemas de sociabilização.

O uso prolongado de gadgets também pode ter efeitos na saúde, como problemas de visão e enxaquecas. É importante que a criança possa encontrar o equilíbrio entre as atividades. Para isso, o direcionamento por um adulto é essencial!

Outros possíveis inconvenientes dos e-games são:

  • aumentos dos níveis de ansiedade infantil;
  • piora nos hábitos alimentares;
  • má postura, com impacto principalmente na coluna;
  • problemas de audição, associados ao uso dos fones.

Quando é hora de impor limites?

Em algumas situações, a intervenção do adulto será necessária para gerenciar um possível exagero no tempo que a criança dedica ao jogo eletrônico. Para identificar se há algum ponto de atenção, acompanhe como estão os hábitos da criança e busque possíveis mudanças de comportamento.

Os e-games, tanto para adultos quanto crianças, devem ser jogados com moderação! O equilíbrio é o caminho para que a criança possa acessar todos os benefícios das tecnologias (como a construção de estratégias e a visão ampliada de mundo), sem abrir mão de outras brincadeiras.

Vale, ainda assim, entender que existem momentos nos quais a criança vai demonstrar mais atenção a um brinquedo ou outro. O ponto é, quanto tempo a obsessão vai durar?

Redirecione a atenção para outros brinquedos

Não é raro que crianças se empolguem muito com uma nova bicicleta, uma boneca ou mesmo um jogo que desejaram (e pediram) muito. Mas, naturalmente, com o passar do tempo outros brinquedos e atividades começam a recuperar espaço no dia a dia do pequeno. Veja se isso acontece com os e-games.

É um ponto crítico quando a criança não consegue se conectar com outras questões que não envolvam os jogos eletrônicos. Caso isso aconteça, busque redirecionar a atenção para outras atividades. É essencial impor limites para que a criança não deixe de usufruir das maravilhas de outras brincadeiras.

Os e-games são divertidos e estratégicos, além de possibilitarem o desenvolvimento de várias habilidades para as crianças. Com uma boa dose de equilíbrio, podem contribuir muito para o futuro dos pequenos.

Se você também é fã dos e-games, saiba que temos uma incrível seleção de jogos e acessórios eletrônicos para as crianças. Visite nosso site — entregamos na sua casa!

Posts relacionados

Deixe um comentário