Como ensinar as crianças a se protegerem do coronavírus de forma lúdica

6 minutos para ler

Muita gente tem sentido dificuldades para convencer as pessoas a ficarem em casa nesse período de reclusão e isolamento social. Encontrar meios de ensinar as crianças a se protegerem do coronavírus, por exemplo, tem sido um desafio e tanto para pais, professores e cuidadores.

Apesar de terem as mesmas chances que os adultos de se infectarem, os pequenos que entram em contato com o vírus não apresentam sintomas ou os manifestam de modo muito leve. Porém, eles também o transmitem, e é aí que mora o perigo.

Então, para ensinar a criançada a se proteger do coronavírus e diminuir a velocidade de contágio, muitas atividades lúdicas estão pipocando nas redes sociais. Separamos algumas ideias para que você passe o recado à turminha! Confira!

Teste do glitter

Essa é uma maneira bem bacana de mostrar para a garotada como o coronavírus (além de outros microrganismos) se transmitem com facilidade por meio do toque.

Você ainda está encontrando o glitter do último carnaval em roupas e brinquedos espalhados pela casa? Vê pontinhos reluzentes em lugares inusitados e não faz nem ideia de como foram parar lá?

Pois então, esse é o princípio do teste. Em um prato raso, espalhe um pouquinho de glitter para que a criança possa colocar a mão em cima — explique que a purpurina representa o vírus. Mas cuide para não exagerar na dose ou você vai ver brilho pela casa até o pequeno se tornar um adolescente!

Depois de ter a mãozinha coberta por glitter, dê um aperto de mão na criança e mostre a ela como a sua mão ficou coberta de purpurina também. Deixe que ela brinque e se distraia e, mais tarde, procure os lugares onde há brilho — nariz, boca, olhos, superfícies.

Para concluir o aprendizado, demonstre que a única forma de se livrar dos pontinhos de luz é lavando muito bem as mãos e higienizando os objetos da casa.

Experiência do orégano

A experiência do orégano é muito legal para explicar para as crianças o poder da água e do sabão no combate ao coronavírus. Tudo o que você vai precisar é de dois pratos com água, um pouquinho de orégano e outro tanto de sabão (ou detergente). Tem gente que usa pimenta-do-reino, que também é leve, boia na água e é fácil de enxergar.

Em um dos pratos com água, salpique o orégano pela superfície — esse representa o coronavírus. No segundo prato, coloque o sabão diluído na água. Primeiro, peça para a criança mergulhar o dedo no recipiente com o tempero. Naturalmente, vai sair cheio de folhinhas.

Então, peça que ela lambuze o dedo com sabão e, em seguida, coloque-o de volta na água com orégano. Você vai gostar da reação quando a criança vê tudo o que estiver na superfície da água se afastando da mão! Explique que o mesmo acontece com o vírus, após a higienização.

Teste da beterraba

Esse experimento é superbacana para mostrar para a criançada como tocar nas coisas pode deixar nossas mãos sujas. Da mesma forma, ele é ótimo para reforçar a importância dos hábitos de higiene.

Para isso, peça para o pequeno segurar com um lenço uma beterraba cozida. A ideia aqui é explicar que, mesmo cobrindo o rosto com um lenço ao espirrar ou tossir, as mãos ficarão sujas e, por isso, devem ser lavadas. Ah! Destaque que o lenço deve ser jogado no lixo depois da experiência.

Carimbo nas mãos

Essa brincadeira é bastante divertida e pode agitar a rotina da quarentena, pois é lançado um desafio para as crianças. A ideia é bastante simples e ajuda muito os pequenos a criarem o hábito de lavar as mãos com frequência. Tudo o que você vai precisar é de um carimbo com tinta atóxica!

Pela manhã, faça uma marca (ou quantas você quiser) na mão da criança. O desafio é chegar à noite sem marquinha nenhuma, depois de as crianças terem lavado a mão várias vezes ao dia. Você pode oferecer pequenas recompensas como estímulo para a garotada.

Experiência da tinta guache

Ensinar as crianças a se protegerem do Coronavírus

Esse é mais um jeito divertido de ensinar qualquer criança a se proteger do coronavírus. Nessa experiência, explicamos a importância de lavar cada cantinho da nossa mão, e tudo o que precisamos é de tinta guache.

Pinte as duas mãos da criança (talvez esse seja o momento mais animado para os pequenos), inclusive o dorso, as unhas e os pulsos. Quando forem lavar as mãos, todos vão perceber que é preciso muita dedicação para se livrar de toda a tinta — e é assim que a higienização diária deve ser feita.

“Parabéns a você”

Assim como a brincadeira da tinta guache ensina os pequenos que o tempo é importante para garantirmos a limpeza das mãos, o hábito de cantar enquanto as higienizamos é ótimo para controlarmos esse momento. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma limpeza eficaz com água e sabão dura, pelo menos, de 40 a 60 segundos.

Então, estimule os pequenos a lavarem as mãos cantando duas vezes seguidas o “Parabéns a você”. Para garantir, estique a canção com o “é big, é big, é big, é big, ra-tim-bum” no final!

Se ela já tem um vasto repertório, pode ser qualquer outra música de que a criança goste ou que prefira cantar, é claro. Apenas se certifique de que a música dura o tempo recomendado ou, então, faça com que ela repita a cantoria.

O momento pelo qual estamos passando é bastante desafiador. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, a turminha aprende rápido e absorve com mais facilidade as informações. Com essas dicas lúdicas, fica mais simples ensinar as crianças a se protegerem do coronavírus. Depois das atividades, pode apostar que você terá um pequeno fiscal sanitário dentro de casa!

Aliás, ficar dentro de casa com as crianças pode ser o maior obstáculo de todos. Afinal, haja imaginação e disposição para entretê-las, não é mesmo? Então, veja só a lista de todas as listas que preparamos para você aproveitar o tempo com a garotada!

Posts relacionados

3 thoughts on “Como ensinar as crianças a se protegerem do coronavírus de forma lúdica

Deixe um comentário