Entenda a importância de falar sobre diversidade com as crianças

4 minutos para ler

Na escola, no bairro, nas festinhas… As crianças sempre estão cercadas de outros pequenos que são diferentes dela — afinal, nenhum de nós é igual, não é mesmo? A parte boa é que ninguém nasce repleto de preconceitos e aprender a tratar o outro com respeito, empatia e sensibilidade é algo que temos que ensinar no dia a dia.

Atualmente, as questões identitárias e discussões sobre equidade de direitos estão ganhando cada vez mais espaço. Se reconhecer como pertencente a uma comunidade, bem como os privilégios ou a falta deles é muito importante para essa geração e para as futuras.

Por isso, é tão necessário falar sobre diversidade com as crianças e é esse o tema do post de hoje! Afinal, como tratar de um assunto aparentemente complexo com a turminha? Não se preocupe, porque vamos ajudar nessa missão. Continue a leitura e saiba mais!

Trate a diversidade como natural

falar sobre diversidade com as crianças

Já sabemos que o tom da nossa pele, as características físicas, possíveis deficiências ou a orientação sexual são todos traços naturais, aparentes no nosso nascimento ou ao longo da nossa vida. A pluralidade faz parte do ser humano, ou seja, não há como escapar das diferenças entre todos nós.

Para que os pequenos cresçam sabendo respeitar o próximo e conscientes dos seus direitos e deveres, é necessário que o exemplo seja dado também por você, concorda? Dessa forma, a diversidade deve ser tratada como algo natural e simples.

Você não precisa criar milhares de situações hipotéticas para explicá-los: basta um passeio pela cidade para mostrar a multiplicidade de raças, gêneros e corpos para eles.

Powered by Rock Convert

Aposte na representatividade

Você sabia que a diversidade também já chegou na indústria de brinquedos? É superfácil encontrar opções com os mais diferentes tipos de cor de pele, corpos e até culturas. Para a galerinha, é mágico se divertir, por exemplo, com bonecas que se pareçam com elas, o que tem a ver com a ideia de representatividade.

Incentive a leitura

Sabemos bem que os livros permitem viagens incríveis para outras culturas e realidades. A leitura para crianças é fundamental e algumas coleções também já são dedicadas exclusivamente para tratar sobre diferenças, sendo uma alternativa bastante didática para tratar sobre o tema.

Você também pode ler para eles algumas histórias reais. Por exemplo, fale para os pequenos sobre mulheres incríveis, como a matemática Ada Lovelace, a primeira programadora do mundo, ou de Valentina Tereshkova, a primeira astronauta mulher a ir para o espaço.

Promova o acesso cultural

Quer oferecer às crianças uma opção divertida para tratar de diversidade? Lembre-se de que aprender por meio da arte é uma excelente alternativa! Deixe que eles assistam a filmes como Pantera Negra, que conta a história de um herói negro em uma comunidade africana.

Previna o bullying

Não tem graça nenhuma rir do colega porque ele está acima do peso ou excluir uma amiguinha porque o cabelo dela é crespo. Ensinar a seus filhos que todos somos incríveis independentemente de características físicas e culturais é uma forma de prevenir tanto que eles pratiquem o bullying quanto que saibam se defender caso isso aconteça no meio em que estão.

Falar sobre diversidade com as crianças não precisa ser um tabu ou tratado como algo extremamente complexo. Basta lembrá-los de que não somos todos iguais, mas que merecemos respeito e carinho independentemente das nossas diferenças!

Gostou deste post? Então, continue em nosso blog e aprenda como a amizade na infância ajuda a criança a se desenvolver.

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário