Família feliz: o segredo está nas pequenas coisas. Entenda!

10 MINUTOS DE LEITURA
0
familia feliz na sala brincando

O excesso de trabalho e as dezenas de tarefas que temos que cumprir ao longo do dia podem atrapalhar a vivência de bons momentos em família. Com tantas responsabilidades e pressa, é preciso desacelerar para priorizar o que é importante.

Porém, há alguns dias em que parece impossível arranjar tempo para se aproximar de verdade das crianças, e esse tipo de ambiente não é saudável para a molecada. Afinal, é fundamental oferecer compreensão e proximidade para que a turminha possa se sentir segura para se expressar.

Mas como mudar esse cenário e dar leveza ao lar? Com pequenos gestos e comportamentos, dá para criar momentos inesquecíveis e ter uma família feliz. A seguir, separamos 11 ideias para trazer alegria e cumplicidade ao seu lar. Confira!

1. Invista no diálogo

O poder do diálogo tem sido deixado de lado nos dias de hoje. Porém, as crianças têm que saber que podem e devem procurar a família para se abrir, principalmente em situações difíceis. Muitas brigas e discussões podem ser evitadas apenas com uma conversa sincera.

Durante a troca, os responsáveis devem praticar a escuta ativa, que consiste em manter atenção plena naquilo que está sendo dito. O objetivo é demonstrar real interesse no diálogo, de modo que os pequenos se sintam acolhidos e confortáveis para expor suas ideias.

Quando os adultos oferecem esse tipo de apoio, os momentos em família ficam muito mais tranquilos. Deixe claro que todos precisam falar diretamente sobre seus sentimentos sem que sejam julgados, combinado? Afinal, o lar é um lugar seguro em que todos devem ser verdadeiros.

2. Tenha momentos de lazer

Momentos de diversão tornam a família feliz e mais próxima sem exigir esforço. Rir juntos é essencial, e isso pode ser feito com noites de jogos e brincadeiras com as crianças em casa. Tente propor atividades em grupo, como teatro, dança, contação de histórias e qualquer outra prática que estimule a participação de todos.

Assistir a um filme com a família também é uma maneira de distração e favorece a conexão. Que tal fazer um balde de pipoca, preparar o sofá e deixar a turminha escolher o título? A diversão coletiva afasta o estresse de um dia agitado. Com isso, você e a criançada ficam mais relaxados e de bom humor.

3. Fortaleça o respeito

Uma família feliz sabe conversar, se divertir e se respeitar. Para que a convivência funcione e não gere atritos desnecessários, fortaleça o respeito. Se as crianças aprendem sobre isso em casa, nos diversos momentos em família, tendem a levar esse ensinamento para a escola e a vida.

O respeito deve estar, inclusive, na colaboração diária com as tarefas que promovem um ambiente saudável a todos. Então, estabeleça regras de convívio como divisão de tarefas, horário para usar o computador, formas de decidir quem ficará com o controle remoto e dicas para preservar o espaço do outro.

Com regras definidas, fica mais fácil para a turma entender como agir. Isso ajuda a manter a harmonia porque as discussões são reduzidas e ninguém precisa ficar intervindo a todo instante.

4. Seja grato

Para melhorar o dia e terminá-lo de um jeito positivo, reúna a família para demonstrar o quanto cada um é grato. É a hora de todos contarem as experiências boas que aconteceram no dia e, principalmente, pensar nas pequenas coisas.

Muitas vezes, os agradecimentos podem envolver ações praticadas pelo grupo inteiro. Essa atitude ajuda a fortalecer vínculos e a destacar a importância de cada membro da família. O exercício também traz boas memórias quando envolve a recordação de eventos mais antigos, que geraram boas lembranças.

É um momento de conexão entre vocês para que celebrem as conquistas e sejam gratos por tudo o que há de bom. Reconhecer o lado positivo da vida traz felicidade genuína, ainda mais quando esse pensamento pode ser compartilhado.

5. Aprenda a se desligar

Com as redes sociais e smartphones que nos conectam a um mundo repleto de informações, é essencial reservar um tempo para se desligar e focar no que importa. Proponha essa folga das tecnologias em alguns momentos em família, como as refeições e aqueles passeios descontraídos.

O ideal é manter os aparelhos desligados ou no silencioso, de modo que não disputem atenção com as pessoas. Explique aos pequenos que devem intercalar a diversão proporcionada pelos dispositivos com as atividades que envolvem apenas jogos, brinquedos, esportes e conversas com os amigos.

O mesmo vale para os adultos, afinal, a criança precisa que a família esteja com a cabeça no lugar e não preocupada com a última mensagem que recebeu. A dica é tirar algumas horas do dia e combinar com a turminha que o celular ficará desligado. Assim, é possível criar uma comunicação mais fluida e saudável.

pai tentando construir uma família feliz brincando de carrinho com seu filho

6. Aceite as diferenças

Uma família feliz entende e aceita que cada pessoa é diferente. Afinal, todos têm sua personalidade, comportamentos, preferências, formas de expressar ideias e jeitos de enxergar a vida. Isso enriquece a experiência de conviver com pessoas únicas e traz ensinamentos valiosos a partir de outros pontos de vista.

Aceitar as diferenças e ser tolerante mostra que se deve abraçar esse mundo de possibilidades e aprender a se relacionar com outros grupos. Quando percebem que a diversidade é bem-vinda, as crianças se sentem acolhidas em suas particularidades e seguras para serem quem realmente são.

7. Evite cobrar tanto

É normal e esperado que a rotina das crianças seja mais leve que a dos adultos. Porém, ainda que as responsabilidades sejam bem diferentes, nada impede que os pequenos também tenham seus dias de mais cansaço. Nessas ocasiões, eles podem ter dificuldade para se envolver nos momentos em família.

Então, o que fazer? O melhor caminho é compreender que todos têm seus compromissos e motivos para aceitar ou negar um convite à diversão. Se, na hora da brincadeira ou outra forma de lazer proposta, alguém preferir descansar ou cumprir uma atividade individual, não há problema nenhum.

Desde que a recusa para passar tempo com os familiares não se torne recorrente, dá para ter ótimas experiências em grupo. O conselho também serve para os pais, pois costumam se sentir culpados quando não podem participar de algum evento. Com diálogo e organização, é possível equilibrar as demandas com êxito.

8. Saiba como conversar com os pequenos

A boa comunicação torna os momentos em família muito mais proveitosos. E embora não exista fórmula para evitar situações de briga e desentendimentos, vale a pena investir em táticas que melhorem a troca de mensagens entre adultos e crianças. Veja exemplos que podem ajudar:

  • usar expressões de empolgação durante o papo — uau, incrível, que legal, sério?, são termos que incentivam o andamento da conversa;
  • apostar em frases gentis quando identificar atos positivos — obrigada por ajudar, você fez um bom trabalho, fiquei feliz de ver você brincando, eu te amo;
  • evitar os “nãos” constantes — em vez de dizer para a criançada não sair porque está frio, peça que fique em casa porque dentro dela a temperatura está mais agradável para brincar;
  • detalhar situações importantes — os pequenos querem estar inseridos no cotidiano, por isso, explique o motivo para pedir determinado favor e aponte quais resultados vão surgir disso.

9. Considere a troca de experiências

Aqui, a dica é compartilhar algo que cada membro da família viu ou fez em determinada situação. Pode ser um cenário inusitado, um teste de habilidade, o começo de um novo hobby, entre outros processos. Isso aguça a curiosidade dos demais, criando um clima propício para a troca de ideias e opiniões.

Alguém que ensina uma técnica de artesanato para uma criança, por exemplo, pode transformar os próximos encontros em aulas. É uma boa forma de preservar momentos em família e, ao mesmo tempo, transmitir conhecimentos sobre algo que despertou o interesse dos pequenos.

A troca de experiências também acontece com outros grupos familiares, principalmente quando o objetivo é identificar práticas positivas. Você pode sugerir programas e depois ouvir o que os demais indicam: como aproveitar o tempo juntos, quais atividades geram mais satisfação etc.

10. Sirva de exemplo

As crianças são bastante observadoras, tanto que aprendem muita coisa analisando os comportamentos dos adultos. Saber disso é importante para que você tente transmitir o máximo de boas ações, seja em relação aos estudos, aos cuidados com a casa, ao trabalho em equipe, e muito mais.

É claro que ninguém está livre de errar, portanto, aja com sinceridade ao demonstrar que determinada atitude não foi adequada. Dessa forma, você evita que a turminha reproduza a mesma situação e ainda deixa clara a importância de reconhecer as falhas para corrigi-las quanto antes.

Os momentos em família são ótimas oportunidades para dar bons exemplos de conduta. Então, demonstre alegria quando perceber que as crianças absorveram algo positivo e repetiram tal ato. Assim, elas vão sentir que fizeram o certo e terão um estímulo a mais para repetir a situação em suas vidas.

11. Inclua todos nos planos da família

Confiança é a base das relações saudáveis e pode ser despertada nas pequenas coisas. Quanto mais cedo as crianças forem envolvidas nas decisões da família, mais seguras vão ficar sobre o próprio futuro e o do grupo. Isso evita a interpretação errada dos fatos e aquela angústia de precisar estar sempre em busca da informação certa.

Muitos assuntos podem ser discutidos na presença dos pequenos, como é o caso do planejamento de uma viagem, mudança de residência, troca de escola e até a chegada de um bebê. Uma hora essas notícias vão chegar aos ouvidos da molecada, então, é melhor que não gerem surpresas ou desconforto.

Ao permitir que todos façam parte da discussão, você demonstra respeito e consideração por cada integrante. Assim, mesmo que a criança não tenha poder de decisão na conversa, vai perceber que sua opinião e seus sentimentos são importantes — um benefício e tanto, concorda?

Ter bons momentos em família não depende de grandes mudanças e gestos, pois o segredo da alegria e da cumplicidade está nas pequenas coisas. Cultivar momentos que fortaleçam o relacionamento aumenta o bom humor e afasta o estresse, além de incentivar a confiança e o bem-estar das crianças.

Gostou do artigo? Se você quer ter acesso aos próximos conteúdos assim que eles forem publicados, assine a nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Mais

Imagem de duas mulheres e uma criança jogando videogames
0

Confira uma lista com 8 dos melhores jogos para PS4

Imagem de duas crianças jogando xadrez
1326

Jogo de xadrez para crianças: conheça os benefícios e como incentivar os pequenos a jogar 

três crianças sentadas no chão da sala segurando controle jogando os melhor jogos do xbox one
0

Confira uma lista com os 6 melhores jogos do Xbox One

lenda do saci|lenda do saci
3165

Conheça a lenda do Saci e o que as crianças podem aprender com ela

pai e filho jogando bola em quadra representando os jogos para pai e filho
0

Jogos para pai e filho: 8 brincadeiras para se divertir!

Comemoração dia dos pais
533

Dia dos Pais: curiosidades e ideias para comemorar em família