Folclore para crianças: encante e ensine os pequenos com histórias

5 MINUTOS DE LEITURA
2443
|Folclore para crianças
Figura de artesanato do Bumba Meu Boi

Contar histórias é sempre uma oportunidade de ter um momento divertido em família que, com certeza, vai despertar lembranças boas nos adultos e curiosidade nos pequenos. Porém, você sabia que, além de ser empolgante, existem muitos benefícios de ensinar folclore para crianças?

Em um país rico em cultura como o Brasil, não faltam lendas para compartilhar e deixar as brincadeiras, as cantigas e o próprio aprendizado mais interessante. O folclore reflete a memória e o imaginário popular dos nossos ancestrais e é muito importante perpetuá-lo a cada geração. 

Por isso, para incentivar o ensinamento do folclore para crianças e difundi-lo, preparamos este artigo repleto de informações sobre os principais elementos da mitologia brasileira. Continue a leitura e confira! 

Por que trabalhar o folclore na educação infantil?

As lendas folclóricas são uma mistura de realidade e fantasia, pois tratam de crenças antigas, principalmente vindas do interior do país. Essas histórias são repletas de ensinamentos e nos mostram costumes de outras épocas, algumas heranças dos nossos antepassados indígenas, portugueses e africanos. 

Dessa forma, ao trabalhar o folclore na educação infantil, é possível fortalecer a identidade cultural de nosso país. Além disso, os personagens característicos dele ajudam a desenvolver outras habilidades nos pequenos, como: 

  • desperta criatividade e imaginação;
  • traz sensação de pertencimento;
  • estimula reflexões sobre o passado;
  • incentiva o protagonismo das crianças com a representatividade (por exemplo, a deficiência de alguns personagens).

mãe lendo livro de folclore para crianças

Quais são as principais histórias folclóricas brasileiras?

Antes de apresentar esse mundo tão incrível, é importante desvendar o significado de folclore para educação infantil. Basicamente, podemos dizer que a palavra, derivada do termo britânico “folklore”, representa o conjunto de manifestações da cultura popular, típicas de um determinado povo, preservadas por meio da tradição oral.

Apesar de parecer abstrato, apresentar a definição de folclore para crianças faz elas compreenderem por que ele é importante e deve ser comemorado. Assim, também fica mais fácil narrar as histórias dos personagens, relacionando-as aos costumes do país. 

Nesse caminho, para ajudar na sua explicação, também trouxemos alguns detalhes sobre os principais personagens do folclore brasileiro e as façanhas deles. Veja a seguir! 

Saci-Pererê

Muito travesso e inquieto, o Saci-Pererê é um verdadeiro ícone do folclore infantil, principalmente por adorar pregar peças e provocar o caos por onde passa, sempre pulando em um pé só. Alguns sinais de que ele passou pelo local são sumiço de objetos e cavalos com nós ou tranças na crina.

O Saci usa um gorro vermelho que dá o poder de fazer um redemoinho e se teletransportar para outro lugar a qualquer momento. Quem quiser acabar com as astúcias dele deve roubar esse gorro, uma tarefa que não é nada fácil!

Curupira (ou Caipora)

É uma criatura que chama bastante atenção pela aparência: pele esverdeada, cabelo vermelho, pés virados para trás e vestimenta indígena. Mora na floresta com o propósito de vida de defender a natureza, indo atrás de caçadores e invasores que destroem a fauna e a flora.

Na missão de proteger a própria casa, os pés virados ajudam muito, pois confundem a ordem do caminho e tornam quase impossível encontrá-lo. Por isso, quase sempre o Curupira consegue punir os adversários e se safar ileso.

Mula sem cabeça

É nada menos que uma mula marrom com a cabeça cortada que expele fogo e corre pela floresta. Acredita-se que essa lenda tem origem na Europa e foi trazida pelos portugueses ainda na colonização do Brasil.

Sereia Iara

Esta é mais uma lenda indígena que faz parte do nosso folclore. Também conhecida como Mãe d’Água, a sereia é um ser mítico que vive nos rios a pentear os cabelos e se admirar em um espelho. 

Ela nasceu metade peixe e metade mulher, o que a torna extremamente sedutora para os pescadores. Porém, eles devem ter cuidado, pois Iara tem o poder de cegar aqueles que a encaram muito.

Como trazer as lendas para as brincadeiras?

Falar sobre o folclore para crianças é uma excelente estratégia para ensinar e divertí-las. Nos primeiros anos de vida, é comum que os pequenos gostem de “faz de conta”. Por isso, uma boa ideia é inserir os personagens no dia a dia, sempre que for oportuno, como dizendo “cadê o caderno que estava aqui? Será que foi o Saci-Pererê que pegou?”.

Você também pode experimentar contar as histórias durante o tempo livre, usando fantoches coloridos para prender a atenção! Para crianças mais velhas, é possível incluir as lendas por meio de livros, jogos e brinquedos como quebra-cabeças e blocos de montar.

Também é interessante contar curiosidades históricas desses personagens para complementar o aprendizado em sala de aula. Além disso, é possível usar essas histórias para explicar o que é ética e moral, e ensiná-los sobre o que é certo e errado, como é normalmente apresentado o Saci na educação infantil.

Ative seu #ModoBrincar!

Viu como é possível apresentar o folclore para crianças de uma forma lúdica e superdivertida?! Então, que tal aproveitar o tempo livre para conferir mais curiosidades sobre as lendas aqui no blog #ModoBrincar? Acompanhe os conteúdos e aproveite! 

Ver mais brinquedos incríveis

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *