Jogos lúdicos para dislexia: 6 opções para crianças e adolescentes

6 MINUTOS DE LEITURA
3116
jogos lúdicos para dislexia|
|

O desenvolvimento das crianças é um ponto de muita atenção para os adultos, não é mesmo? A comparação com outras crianças é quase inevitável, ainda mais para pais de primeira viagem, e isso traz alguns questionamentos, como “será que o pequeno está atrasado para sua idade?”, “será que existe algum problema?”. Entre essas dúvidas, está a questão de ter ou não dislexia.

Em geral, a dislexia pode ser notada na primeira infância ou no período de alfabetização com mais propriedade. Essa dificuldade de leitura, fala e escrita ainda não tem cura, mas isso — nem de longe — significa que a criança terá um desenvolvimento comprometido. É por isso que o acompanhamento e o tratamento são tão importantes.

Uma das ações que trazem muitos ganhos são os jogos lúdicos para dislexia, que são importantes para brincar sozinho e também com adultos e outras crianças por perto. Mas quais são eles e como auxiliam a criança disléxica? É sobre isso que tratamos neste artigo. Mas, antes, vale a pena saber mais sobre essa condição. Vamos lá?

O que é dislexia?

A dislexia é um distúrbio genético com forte característica hereditária que faz com que a pessoa tenha dificuldade com as palavras, trazendo problemas na hora de escrever e de ler. Por razões que ainda não são claras para a ciência, o cérebro de quem tem dislexia enfrenta alguns obstáculos ao entender o encadeamento das letras, seja para escrever ou ler.

Torna-se comum a troca de muitas letras, como “d” e t” ou “p” e “b”. Existem alguns tipos mais comuns de dislexia, os quais são:

  • dislexia visual: quando há dificuldade de diferenciar os lados direito e esquerdo, há também erros na leitura por conta da má visualização das palavras;
  • dislexia auditiva: é quando se percebe os sons de forma errada, trazendo desafios à fala;
  • dislexia mista: nesta, unem-se os dois tipos, fazendo com que a pessoa tenha problemas tanto na fala quanto na escrita.

Vale lembrar de que a dislexia não tem nada a ver com Q.I. (coeficiente de inteligência) mais baixo. Uma criança ou adolescente disléxico pode ser criativo e ter ótimo raciocínio lógico ou artístico diferenciado. A única questão é que terá dificuldades com as palavras, já que o cérebro não faz essa conexão das letras como uma pessoa sem essa condição.

Tanto é que existem disléxicos célebres, como Albert Einstein, Steven Spielberg e Agatha Christie (que, mesmo disléxica, escreveu romances muito populares).

Quando começamos a perceber que a criança tem dislexia?

Em geral, é na fase de alfabetização, pois a criança disléxica apresenta alguns sintomas mais comuns. Entre eles, a gente citamos os seguintes:

  • a automatização da leitura e da escrita são mais complexas;
  • a dispersão e a desatenção durante a aula são comuns, já que é difícil para a criança entender;
  • alguns problemas para copiar de livros e da lousa;
  • a dificuldade de ler em voz alta e interpretar, automaticamente, o que é lido.

Porém, ainda na primeira infância, a criança disléxica já apresenta atrasos de fala, coordenação motora e bastante desatenção. Por isso, o acompanhamento de perto pelos pais ou cuidadores é tão importante.

Quanto antes os sinais forem notados, mais rápido terá início o tratamento para ajudar o pequeno a superar o comprometimento na leitura e na escrita. Aliás, é válido mencionar que o tratamento pede a orientação de psicopedagogo e fonoaudiólogo, por exemplo.

Por que é importante estimular a criança com dislexia?

Uma vez que não existe cura para a dislexia, é importante estimular crianças e adolescentes disléxicos para que eles se acostumem com letras, sons e palavras, assim como as formações de frases. 

Nesse sentido, os jogos lúdicos para dislexia são uma ótima opção, viu? Brincar com eles em família ajuda a conectar as letras de forma mais rápida, permite estimular a concentração e também é uma forma de diversão para todo mundo. Em relação aos benefícios práticos dos jogos lúdicos para a dislexia, temos estes:

  • compreensão de fonemas;
  • desenvolvimento do vocabulário;
  • melhora da leitura e de seu entendimento.
  • facilidade para reconhecer sons, sílabas, palavras e frases.

Isso sem falar que também é gratificante ver a criança ou o adolescente se desenvolvendo junto de você, em momentos muito especiais, graças às brincadeiras em conjunto.

Quais os melhores jogos lúdicos para dislexia?

jogos ludicos para dislexiaa

Agora que você já entendeu a necessidade de brincadeiras específicas para quem é disléxico, está na hora de conhecer quais são elas. Acompanhe a nossa lista!

1. Forca

Um clássico da infância de todo mundo: adivinhar qual é a palavra em um espaço determinado letra a letra. Além de despertar muitas risadas, faz a criança perceber a composição das palavras. Por isso, o jogo da forca é essencial — e não apenas para aqueles com dislexia.

2. Jogo da rima

O jogo da rima permite que a turminha reconheça os fonemas das palavras ao buscar as rimas. Contente, serpente, de repente… Também é uma forma de estimular a criatividade e enriquecer o vocabulário.

3. Pintura

A pintura, como arte, permite que as crianças trabalhem melhor a concentração, que é um dos pontos que podem ser comprometidos quando se tem essa condição. A dica é abusar de kits de arte, canetinhas, lápis de cor ou até ter uma lousa com muito giz.

4. Jogo da memória

Também é um jeito de trabalhar a concentração, formas e palavras, auxiliando o desenvolvimento de qualquer criança, inclusive aquelas com dislexia. Isso sem falar que o jogo da memória é uma brincadeira incrível pra reunir todo mundo!

5. Caça-palavras

Mais um ótimo jogo lúdico para dislexia! Brincar de caça-palavras estimula o reconhecimento das letras, sílabas e, claro, palavras.

6. Domlexia

O domlexia é um aplicativo que ajuda no aprendizado de leitura e escrita. O foco está nas crianças com dislexia, porém há benefícios para todas as crianças que estão sendo alfabetizadas. No app, a criança vai melhorando a consciência fonológica e há ainda vários desenhos para colorir.

Como você viu ao longo do texto, a dislexia não tem cura, mas também não impede que as crianças se desenvolvam de forma plena — é preciso apenas um acompanhamento mais próximo e a ajuda de profissionais, como psicopedagogos. Além disso, esses jogos lúdicos para dislexia que trouxemos também são interessantes para qualquer criança, ok? Afinal, aprender brincando é ainda mais gostoso!

Seja para esses jogos lúdicos para dislexia que trouxemos ou qualquer outro, dê uma passada no e-commerce da Ri Happy, onde você encontra tudo o que a brincadeira pede!

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *