O que é puerpério e como se preparar? Saiba o que muda no corpo da mulher

6 MINUTOS DE LEITURA
674
O que é puerpério
Bebê recém nascido no colo da mãe

A chegada do bebê é marcada por muita alegria e celebração. Mas para a mulher, o momento também é caracterizado pelo começo do puerpério. Anatomicamente e psicologicamente, o pós-parto é repleto de transformações.

Após o corpo da gestante se transformar por 40 semanas para a formação do bebê, o que vem são semanas de novas mudanças. Compreender o que é puerpério é uma das partes essenciais da gravidez, tanto para a mulher quanto para os demais envolvidos no nascimento.

A seguir, confira o que é puerpério e descubra o que é necessário saber para lidar com essa fase com serenidade.

O que é puerpério?

O puerpério é definido como um período de fortes transformações no corpo da gestante. A fase inicia-se no terceiro período do trabalho de parto, quando a placenta se solta do útero. Ela vai até o momento no qual todos os órgãos da mamãe retornam ao lugar, após o nascimento do bebê.

As características do puerpério, no entanto, não estão apenas nas transformações internas pelas quais a mulher passa. A velocidade com a qual todas as transições acontecem impacta fortemente as emoções da nova mamãe, que sente essa onda de mudanças no corpo enquanto inicia um novo tipo de relacionamento com o recém-nascido.

Uma avalanche de transformações

É importante ter em mente que o corpo da mulher se prepara durante 9 meses para a chegada do bebê. Mas, rapidamente, após algumas horas de trabalho de parto, a nova mamãe percebe-se em uma fase totalmente peculiar do nascimento.

Enquanto se recupera do parto e enfrenta inúmeros desafios no relacionamento com um bebê, que está descobrindo a vida fora do útero, existe uma forte dose de flutuações psicológicas.

São muitas emoções, atreladas à amamentação, privação de sono, estética do corpo, renovações no tipo de relacionamento com o parceiro e até mesmo decisões relacionadas a como serão os cuidados com o recém-nascido daquele momento em diante.

Quanto tempo dura o puerpério?

Após o nascimento do bebê, o corpo da mulher leva em média 6 semanas para que todas as mudanças sejam concluídas — indicando que a mamãe oficialmente retornou ao estágio sem gravidez.

Ainda que algumas partes do corpo da mulher nunca mais tenham a mesma característica, como é o caso do períneo, pode-se considerar que em 40 ou 45 dias o útero volta ao seu tamanho normal.

Outro fator que impacta diretamente as características do puerpério é o tipo de parto. Para as mulheres que passam por um parto normal, a recuperação tende a ser mais veloz, o que tem efeitos positivos no resgate da confiança e da segurança com as possibilidades do corpo.

No caso de um parto cesárea, no entanto, o desafio do puerpério envolve também a recuperação de uma cirurgia, com cicatrização de pontos.

Quais serão as mudanças no corpo da mulher?

Ao pensar no que é puerpério, deve-se considerar que praticamente todos os órgãos do corpo feminino passam por mudanças nessa fase. De forma geral, o nascimento do bebê é seguido por uma característica muito particular no corpo da gestante, com o abdome flácido e com um aspecto de bexiga esvaziada. As marcas no corpo também podem ficar mais evidentes, como possíveis estrias e a linha alba.

Com a amamentação, as novas mamães geralmente experimentam muita sede. Os hábitos de alimentação, no entanto, podem variar — do excesso de apetite à ausência de fome. Em ambos os casos, o acompanhamento nutricional é essencial para garantir que tanto a mamãe quando o bebê estão recebendo os nutrientes adequados para o momento.

No puerpério, não são raros os casos de incontinência urinária leve. Ela aparece durante risadas, tosses ou outras movimentações do corpo que levem a contrações na barriga. Alterações na coloração da auréola e da parede abdominal também são comuns, acompanhadas por picos de sudorese.

Como lidar com essa fase?

Além de entender o que é puerpério, é essencial se preparar para lidar com esse período do pós-parto. Para uma mulher que passou por uma gravidez saudável, as 6 semanas que sucedem o nascimento podem — e devem — ser leves.

Nas primeiras 2 horas após o nascimento, a mulher estará sob observação e, preferencialmente, acompanhada do bebê. A chamada hora de ouro para bebê e mamãe é muito importante, pois é uma fase na qual ambos estão acordados e dispostos, experimentando a amamentação e uma conexão que será levada por toda a vida.

Depois, é hora de descansar e de se preparar para retornar para casa — quando autorizado. A partir de então, toda a rotina deve ser pensada em torno do recém-nascido, que tem demandas muito particulares.

Não crie muitas expectativas

Não se cobrar perfeição ou alegria constante é necessário. Saiba que crises de choro podem surgir, por isso tenha com quem conversar. Apoio psicológico pode ser um diferencial! E não se culpe se, entre um momento ou outro, você sentir falta da sua vida antiga. É natural.

Em outros momentos, ter contato com outras mulheres que estão passando pelo mesmo momento reduz a ansiedade. As redes sociais podem ajudar muito! Mas, para cada mamãe, pode ser diferente.

Em uma situação normal, 6 semanas após o nascimento a mulher deve retornar para uma consulta médica, na qual será avaliado o estado geral da mulher ao final do puerpério.

Como uma rede de apoio pode ajudar a superar esse período?

Conversar com a sua equipe médica sobre os seus medos e receios é um bom primeiro passo. Além disso, compartilhe com a sua rede de apoio o que você espera de cada pessoa.

O parceiro deve ter clareza de que não será possível esperar a mesma disposição da mulher. Não são raros os casos nos quais a gestante passar por uma gravidez totalmente saudável e ativa, mas precisa de um tempo para conseguir retornar às atividades anteriores.

Entender que a mulher vai precisar de muito auxílio com o recém-nascido também é primordial. Para se concentrar na amamentação, a mamãe precisa estar descansada e conectada ao seu instinto materno — ao menos durante a fase do puerpério.

Não precisar se preocupar com a limpeza da casa e com a organização da alimentação também é algo com o qual a rede de apoio consegue ajudar bastante no pós-parto. E é um carinho que faz toda a diferença para a mamãe.

Entender o que é puerpério é se conscientizar sobre o que vem pela frente após o nascimento. Agora, saiba mais sobre o pós-parto.

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia Mais

brincadeiras legais|brincadeiras legais
29969

10 brincadeiras legais para fazer em casa

Quer algumas dicas de brincadeiras legais para fazer em família? Leia o nosso post agora mesmo e confira 10 sugestões divertidas!
Imagem de duas mulheres e uma criança jogando videogames
0

Confira uma lista com 8 dos melhores jogos para PS4

Quem é apaixonado pelo mundo dos games certamente conhece o PlayStation. Esse console é um dos mais famosos para quem ama jogar, por isso está...
Imagem de duas crianças jogando xadrez
1326

Jogo de xadrez para crianças: conheça os benefícios e como incentivar os pequenos a jogar 

Depois da estreia de O Gambito da Rainha, na Netflix, muita gente voltou a se interessar pelo xadrez e viu quão divertido e emocionante é...
três crianças sentadas no chão da sala segurando controle jogando os melhor jogos do xbox one
0

Confira uma lista com os 6 melhores jogos do Xbox One

O mundo dos games é uma verdadeira paixão para todas as idades. Os gráficos incríveis e as histórias fantásticas tornam essa atividade muito divertida para...
lenda do saci|lenda do saci
3165

Conheça a lenda do Saci e o que as crianças podem aprender com ela

A lenda do Saci traz muitos ensinamentos. Por isso é interessante valorizá-la e contá-las às crianças. Em nosso post, falamos sobre o assunto. Confira!
pai e filho jogando bola em quadra representando os jogos para pai e filho
0

Jogos para pai e filho: 8 brincadeiras para se divertir!

Quer estreitar os laços com seu pequeno e não sabe como começar? Que tal programar um dia inteirinho com jogos para pai e filho? Assim,...