6 lições valiosas nos 20 anos de Harry Potter

6 MINUTOS DE LEITURA
1431
20 anos de Harry Potter
Criança lê livro da série Harry Potter

Em 2001, nos cinemas ao redor do mundo, um garoto iniciava uma saga por um universo de criaturas fantásticas, profecias, aventuras e uma boa dose de magia.

De lá para cá, duas décadas se passaram, mas essa história jamais deixou o coração de milhões de pessoas que cresceram e amadureceram junto ao menino que sobreviveu. Não é à toa que os 20 anos de Harry Potter se tornaram marcantes para toda uma geração que redescobriu o orgulho nerd.

Pensando nisso, preparamos um post mais do que especial para celebrar o pequeno bruxo e companhia, assim como os ensinamentos que os filmes e livros trouxeram para as pessoas de todas as idades. Acompanhe a seguir!

1. A opinião dos outros não define você

Para começar, podemos falar de algo mostrado ao longo de toda a saga: a opinião dos outros não define, nem de longe, quem você é. São as suas escolhas que fazem isso. Afinal, apenas você sabe do que é capaz, qual a sua história de vida, quais os seus sonhos e desejos e até onde é capaz de ir quando está decidido a vencer.

Neville Longbottom é um bom exemplo do que estamos falando. Durante anos ele foi ignorado, maltratado e considerado um bruxo sem grandes qualidades. No entanto, é no momento da batalha final, quando tudo parece perdido, que ele, como diz o ditado, vira o jogo e mostra o verdadeiro valor que tem.

2. O amor e a amizade são as forças mais poderosas da vida

Não dá para falar de Harry Potter e não mencionar duas grandes forças que movem toda a história: o amor e a amizade. O primeiro tem destaque principalmente no início da trama quando Lily, a mãe de Potter, usa todo o amor que sente pelo filho para protegê-lo de Voldemort. É graças a essa ligação única entre os dois que o vilão acaba sendo enfraquecido e impedido de dominar o mundo.

Não é à toa que esse longa é um dos melhores filmes para a família, não é mesmo? Já a amizade, por sua vez, marca toda a vivência do Harry em Hogwarts, uma vez que Rony e Hermione se juntam a ele tanto nos bons quanto nos maus momentos, pois sabem e veem como, juntos, são mais fortes e se complementam.

3. Nunca é tarde para ser alguém melhor

Outra lição valiosa que podemos levar em consideração nesses 20 anos de Harry Potter é que nunca é tarde para mudar e ser alguém melhor. Não é porque você errou no passado que precisa continuar insistindo no erro.

Um personagem que mostra bem essa evolução é Severus Snape. Antes aliado de Voldemort, ele passa para o lado do bem depois de perder o grande amor de sua vida: a mãe de Harry.

Mas não só isso: ele salva Harry e se une a Dumbledore para protegê-lo pessoalmente, mudando o rumo da própria vida. A partir daí, Severus se torna professor de Hogwarts e passa a estar sempre por perto do trio de protagonistas para que nada aconteça com eles.

4. Você é dono do seu próprio destino    

Outro ponto que sempre foi abordado nos filmes e, consequentemente, nos livros do menino bruxo é sobre o poder de decisão que temos diante das situações que surgem na vida. Isso porque Harry Potter sempre é citado em profecias e considerado aquele que está predestinado a lutar com Voldemort.

Porém, apesar de todo mundo dizer como será o futuro dele, Harry se dá conta de que não é uma peça a ser movida de um lado para o outro em um tabuleiro. Ao contrário: ele é quem escolhe para si a missão de unir amigos, colegas, professores e conhecidos para derrotar o mal e trazer a paz para o mundo bruxo.

5. Valentia nem sempre é um sinal de segurança  

Outra coisa que Harry e os amigos descobriram e mostraram para nós é que ser valente não significa segurança (seja de si mesmo, seja da situação). Muitas vezes, ela é usada como um escudo para esconder o medo de se sentir rejeitado, deslocado ou sozinho.

Em outras, surge pela teimosia, excesso de autoconfiança e, acima de tudo, falta de planejamento para agir diante dos problemas. É por isso que Hermione sempre foi a melhor representante de como a coragem deve surgir nas situações do dia a dia: ao lado da reflexão, do autoconhecimento e do autocontrole. Afinal, a verdade é que de nada serve valentia sem sabedoria para usá-la.

6. Ser diferente não é ruim

Por último, a história de Harry também ensinou algo muito crucial para a legião de fãs que o acompanhou: ser diferente não é ruim. Ao contrário, a diversidade faz parte da humanidade — assim como do universo bruxo —, e é justamente isso o que nos torna tão únicos e especiais.

Portanto, aprender a entender, conhecer e respeitar as diferenças é indispensável para se criar um mundo mais acolhedor. Na trama dos filmes, temos vários personagens dentro e fora da escola de magia que mostram isso. É o caso da Luna Lovegood, do Remo Lupin, do Alastor Moody, da Tonks, do Hagrid e do próprio Neville, que já citamos.

Como você leu, os 20 anos de Harry Potter se destacam entre longas, animes e desenhos antigos não apenas pelos personagens icônicos, os jogos de quadribol, as grandes batalhas entre bruxos e o mundo de fantasia que ele nos apresentou ao longo de oito filmes de sucesso.

Eles também são especiais porque a saga nos mostrou que sentimentos como a amizade e o amor podem florescer mesmo nos tempos mais difíceis, mudando nossas histórias.

Portanto, se ao ler este artigo bateu aquela nostalgia de Hogwarts, nem se preocupe que não é preciso feitiço para revisitar o colégio: basta reassistir às produções e, de quebra, conferir a Comemoração de 20 Anos de Harry Potter: De Volta A Hogwarts na HBO MAX, que estreia no dia 1 de janeiro de 2022.

Curtiu nosso artigo? Então, assine a nossa newsletter para não perder nenhuma novidade da cultura geek e do cinema infanto-juvenil!

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *