Como se divertir com crianças em uma loja de brinquedos

6 MINUTOS DE LEITURA
1561
Imagem de dois adultos e uma criança se divertindo em uma loja de brinquedos. Os adultos mostram um brinquedo para criança.

Para a molecada, visitar uma loja de brinquedos é como dar asas à imaginação e ficar cara a cara com inúmeras opções de diversão. Porém, você já pensou duas vezes antes de entrar nesse espaço em companhia de uma criança quando não há a intenção de comprar algo?

O motivo disso costuma ser bem simples: vira e mexe a ida à loja de brinquedos pode render birras e desgaste entre o que a galerinha quer comprar e o que os responsáveis pelas crianças planejam com esse tipo de passeio no shopping.

Por essa razão, queremos mostrar a você que, sim, é possível resolver esse impasse de uma maneira mais simples do que se imagina! E o melhor: aproveitar o momento para gerar mais proximidade e participação na rotina da turminha. Vem saber todas as dicas!

Por que visitar uma loja de brinquedos?

Sim, você vai a uma loja de brinquedos quando deseja comprar bonecos, blocos de montar, jogos, instrumentos musicais e afins para a molecada. Porém, também dá para transformar esse passeio com a criança em uma oportunidade para ouvir o que ela tem a dizer sobre os seus gostos, as atividades que despertam o interesse dela e os conteúdos que ela consome.

Ou seja, em pouco tempo, você tem como ficar a par do que proporciona lazer, entretenimento, ócio e até aprendizado no dia a dia dos mais novos. Isso é muito importante hoje em dia, quando pais, avós e tios têm uma rotina atarefada com compromissos profissionais, passam bastante tempo fora de casa e acabam sentindo que há poucos horários livres para se aprofundar nesse universo infantil.

Mas é preciso interagir e ser uma presença regular nessa fase da vida. Não é à toa que ao estabelecer essa conexão, você tem como criar um vínculo maior com a galerinha e estreitar o companheirismo que tem com ela. Mas não acaba aí, viu?

Essa ida à loja também pode servir para treinar características que serão essenciais no futuro das crianças, como:

  • paciência;
  • obediência;
  • otimização do tempo;
  • respeito às regras;
  • autocontrole e muito mais.
Imagem de uma criança com a sua mãe grávida escolhendo brinquedos numa loja.

Como aproveitar o passeio com criança em uma loja de brinquedos?

Explicado o porquê é uma boa ideia visitar uma loja de brinquedos com a garotada, que tal falarmos sobre como tornar esse passeio no shopping mais proveitoso tanto para você quanto para a criança?

Para isso, trouxemos algumas dicas que mostram como você pode alinhar diversos pontos importantes com a galerinha, por exemplo, limites, tempo e expectativas. Vamos conferir?

Não crie expectativas quanto ao passeio

A primeira delas é não criar falsas expectativas que só servem para gerar frustração na garotada. “Mas como fazer isso na prática?”, você deve estar se questionando. A resposta é mais simples do que parece: informando o que realmente vai acontecer no passeio.

Por exemplo, se a ideia é só dar uma volta no espaço sem adquirir nada, é fundamental deixar isso claro para a criança. Dessa forma, ela já vai ciente de que o intuito é apenas conferir as novidades, conversar sobre os brinquedos e passar o tempo, não comprar.

Por outro lado, se o objetivo é comprar algo, a dica é ser categórico em dizer o que será comprado (se já houver algo específico em mente) ou, pelo menos, a quantidade de itens. Assim, você já corta antecipadamente possíveis comportamentos da criança de, uma vez na loja de brinquedos, querer levar mais produtos.

E é importante que você não apenas diga as duas alternativas, mas cumpra elas de maneira firme. Do contrário, a criança não vai confiar na sua palavra e achar que ao fazer birra, brigar ou simplesmente pedir bastante é o suficiente para mudar o objetivo do passeio conforme as necessidades e vontades dela, entendido?

Converse antecipadamente sobre as possibilidades

Decidiu que vai comprar algo? Sem problemas! Mas antes de ir até o local é importante conversar com a criança sobre as possibilidades que isso envolve, em especial a respeito do quanto você está disposto a gastar naquele momento.

Aqui não é preciso discutir a respeito de orçamento familiar, algo que, dependendo das fases da criança, ela nem mesmo terá total discernimento para assimilar. Na verdade, o objetivo é você estabelecer um limite para a compra, um teto de gastos.

Uma informação simples e de fácil compreensão, mas que é capaz de evitar uma série de confusões é a escolha de um brinquedo com preço muito elevado e que não cabe no seu bolso. Afinal, em situações assim, ambos saem decepcionados: os adultos por não terem como dar aquilo desejado pelos filhos, sobrinhos, enteados, netos e/ou afilhados, enquanto as crianças por terem o pedido negado.

Deixe que a criança olhe os brinquedos com calma

A terceira dica é permitir que a criança olhe com calma os brinquedos que chamam a atenção dela. Portanto, deixar que ela leia as informações das embalagens, procure pelos personagens de seus desenhos e programas de TV favoritos, cheque de perto aqueles itens em exposição, compare versões diferentes de um mesmo boneco e por aí vai.

Vale pontuar que isso não significa que adultos e a criançada devem passar horas a fio na loja de brinquedos, ok? Significa apenas que, no tempo que você estipulou para estar ali (pode ser 15 minutos ou 30 minutos, por exemplo), a criança não será apressada constantemente ou interrompida enquanto confere o local.

Dar esse tempo e respeitá-lo ajuda a turminha a fazer uma escolha mais consciente sobre os brinquedos que vai querer agora ou no futuro e ainda evita uma exposição desnecessária a um episódio de estresse, ansiedade e irritação.

Por fim, vimos que ir a uma loja de brinquedos ao lado das crianças pode ser uma experiência para lá de positiva quando é planejada e alinhada com os mais novos. Por isso, ao seguir as nossas dicas você torna esse passeio um momento para se divertir, relaxar e estreitar os laços com as crianças!

E uma vez que o assunto aqui é sobre lojas de brinquedos, aproveite para ler as principais sugestões sobre como incentivar o consumo consciente infantil!

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *