Jogar futebol: um guia completo sobre o esporte preferido do Brasil

7 MINUTOS DE LEITURA
1946
Imagem de uma menina segurando uma bola de futebol

Se existe um conhecimento passado para todas as gerações no Brasil, é como jogar futebol. Esse esporte atrai multidões aos estádios pelo país e é um dos preferidos da criançada que, desde cedo, quer aprender a driblar, chutar e fazer muitos gols.

Sabendo que o futebol é o queridinho dos pequenos (e dos adultos), a equipe do blog Modo Brincar montou um guia completo sobre esse esporte. Veja como as partidas funcionam, quais são os benefícios de praticar essa modalidade e se existem brincadeiras divertidas.

Conheça 4 benefícios do futebol para a criançada

Antes de entender como jogar futebol, é importante conhecer os principais benefícios desse esporte para os pequenos. Ele vai muito além da prática de atividade física e pode ajudar no desenvolvimento infantil. Confira 4 exemplos.

1. Desenvolver a coordenação motora

Esse esporte exige boa coordenação motora para conduzir a bola e criar as jogadas rumo ao gol. Ao praticá-lo, os pequenos repetem os mesmos movimentos várias vezes, o que é fundamental para a parte motora.

2. Estimular a convivência

O futebol é um esporte coletivo. Todo time conta com 11 jogadores, cada um com uma função específica em campo, como goleiro, meia ou atacante. Essa é uma ótima forma de estimular a convivência com outras crianças e até adultos que estão orientando a partida.

3. Ensinar sobre regras 

Para os pequenos, um dos principais benefícios de jogar futebol é o respeito às regras. Afinal, cada modalidade tem um regulamento próprio. Para praticá-la, a criançada precisa entender o que pode ou não ser feito nas partidas. Essa postura ajuda na escola e em toda a vida.

4. Desenvolver o emocional

Nem sempre é possível ganhar uma partida no futebol. Aliás, a derrota faz parte desse esporte. Quem tem contato com ele precisa aprender a lidar com isso, seja torcedor, seja jogador. Esse desenvolvimento emocional é superbenéfico para os pequenos, que podem aplicá-lo em situações de frustração fora dos gramados.

História e principais regras do futebol

A história do futebol remonta a várias civilizações antigas, com versões primitivas sendo praticadas na China, na Grécia, em Roma e no Egito. No entanto, o jogo moderno ganhou forma na Inglaterra, durante o século XIX.

Em 1863, a The Football Association (FA) foi fundada e estabeleceu as primeiras regras do jogo de futebol, que ajudaram a padronizá-lo. Essas medidas proibiram o uso das mãos (com exceção do goleiro) e delimitaram um campo.

Em 1886, as regras viraram responsabilidade da International Football Association Board (IFAB), atual responsável por atualizá-las e interpretá-las.

Em 1904, foi fundada a Fédération Internationale de Football Association (FIFA), que se tornou a entidade máxima do futebol mundial. A organização adotou as regras da IFAB, sendo responsável por organizar competições internacionais, como a Copa do Mundo. Algumas normas incluem:

  • Falta: o jogador não pode tocar ou derrubar um adversário de maneira inadequada;
  • Impedimento: o jogador não pode estar em posição de impedimento no momento em que a bola é tocada por um companheiro de equipe;
  • Bola fora: a bola é considerada fora quando cruza completamente a linha lateral ou de fundo;
  • Cartões: os árbitros utilizam cartões no futebol para disciplinar jogadores que cometem faltas ou condutas antidesportivas. O amarelo é uma advertência. Já o vermelho leva à expulsão imediata do jogador. Além disso, dois amarelos equivalem a um vermelho;
  • Pênalti: quando um atleta é derrubado na área do gol, é marcado pênalti. 

Em jogos de mata-mata, ou seja, naqueles em que um dos times é eliminado da competição, a partida que termina empatada é decidida com prorrogação e pênaltis ou apenas penalidades. No Brasil, existem as competições estaduais, o Brasileirão, a Copa Libertadores, a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil.

Como uma partida de futebol funciona?

Você já se perguntou quantas pessoas jogam futebol? O esporte é disputado por 2 times de 11 jogadores cada, totalizando 22 participantes em campo. Além disso, em competições profissionais, as regras permitem que cada equipe faça de 3 a 5 substituições.

O objetivo do jogo de futebol é marcar mais gols que o adversário. Para isso, as duas equipes devem deslocar a bola por meio do campo para colocá-la na rede adversária. O time com mais gols ao final da partida vence.

Uma partida de futebol é dividida em 2 tempos de 45 minutos. Na maioria das vezes, acrescentam-se alguns minutos extras para compensar o tempo perdido em faltas e outros fatores. No gramado, os jogadores podem exercer funções específicas:

  • goleiro: fica próximo ao gol, usando as mãos e os pés para defender os chutes;
  • zagueiro: faz parte da linha de defesa e ajuda o goleiro a impedir que a bola chegue à área só com os pés;
  • lateral: completa a linha de defesa e atua pelas laterais do campo, ajudando no ataque;
  • meia: compõe o meio-campo do time, ajudando na defesa e no ataque;
  • atacante: faz as jogadas de ataque para o gol adversário.

Saiba como começar a praticar futebol

Após conhecer quatro benefícios de jogar futebol e entender como uma partida profissional funciona, é hora de saber como começar a praticar esse esporte. Hoje, existem muitas escolas especializadas, com divisões por idade e categoria.

Os clubes profissionais oferecem cursos para os pequenos que querem praticar. Porém, você também pode ensinar o esporte em casa. Para isso, basta ir a um espaço aberto, montar dois gols e separar a criançada em times.

Nesse treino, é interessante explicar sobre os principais movimentos do esporte, como passe, drible e marcação. Com o tempo, você pode aumentar a dificuldade e ensinar outros conceitos, como bater pênalti e fazer embaixadinha. Lembre-se de que as partidas com os pequenos podem ter duração menor que a profissional, dependendo da vontade e da disposição das crianças.

Para jogar, os pequenos precisam de alguns equipamentos de futebol. É importante que a chuteira tenha o tamanho adequado, sem apertar, nem ficar larga demais. 

Caneleiras e meiões complementam o calçado junto a camisas e calções, que podem ser do time preferido da criança. Para goleiros, a luva é essencial. Já para o campo, é bacana contar com: cones, discos e escada de agilidade e coletes para dividir os times.

Confira 2 brincadeiras de futebol

Jogar futebol vai muito além das partidas. Existem várias brincadeiras divertidas para a criançada conhecer mais sobre o esporte. Conheça dois exemplos, a seguir.

1. Gol a gol

Nessa brincadeira, a criançada desempenha as funções de goleiro e atacante. É bem simples: peça para os pequenos chutarem a bola de futebol até o gol adversário enquanto tentam defender o seu. Você pode usar a criatividade para criar regras relacionadas a bater na trave ou faltas.

2. Bobinho

Muito comum nos times profissionais, essa brincadeira é superdivertida. Para jogar, basta fazer um círculo e deixar um participante no meio. O objetivo é trocar passes sem que o “bobinho” da roda pegue a bola. Quem errar se torna o novo “bobinho”, e assim por diante.

Na Ri Happy, você encontra tudo o que precisa para começar a jogar futebol

Agora que você já sabe tudo sobre jogar futebol, não deixe de praticar esse esporte tão divertido! No site da Ri Happy, você encontra diversos equipamentos para completar a brincadeira e deixar tudo mais prático. Confira e aproveite!

Fontes consultadas:

ESPORTE PARA TODOS. 8 benefícios do esporte para crianças e adolescentes. Disponível em: http://patrocinados.estadao.com.br/esporteparatodos/menos-tv-e-internet-veja-oito-beneficios-das-atividades-fisicas-para-criancas-e-adolescentes/. Acesso em: 8 de agosto de 2022.

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *