Como jogar Banco Imobiliário: tudo o que você precisa saber para se divertir!

6 MINUTOS DE LEITURA
2138
crianças segurando peões representando como jogar banco imbobiliário

Descobrir como jogar Banco Imobiliário pode ser uma tarefa um pouco difícil para iniciantes. Afinal, o passatempo conta com regras e diretrizes importantíssimas, que devem ser seguidas para o desenrolar. 

Lançado em 1944, pela fábrica de brinquedos brasileira Estrela, o Banco Imobiliário é um jogo popular sobre a venda e a compra de imóveis, disponível em diversas versões incríveis. Nele, o objetivo dos jogadores é conquistar o maior número de propriedades e aumentar a fortuna, enquanto leva os demais à falência.

Para você entender melhor ou descobrir como jogar Banco Imobiliário, preparamos este artigo recheado de dicas e informações. Achou interessante? Continue a leitura e confira! 

Preparação para o jogo

Para começar uma partida do jogo Banco Imobiliário, é necessário organizar os jogadores, montar o tabuleiro, separar, embaralhar e distribuir as cartas, de acordo com o manual. No geral, para brincar, é necessária a participação de dois a seis jogadores, que devem escolher peões e colocá-los na casa “início”. 

Um dos participantes será o banqueiro. Além de jogar, deve se responsabilizar pelos pagamentos e pelos recebimentos do Banco, assim como pelas entregas de Títulos de Posse. Para começar a partida, o banqueiro deve distribuir o dinheiro do caixa para os jogadores, de acordo com o manual. Vale lembrar que, nas versões do jogo com app, o banqueiro não existe.

Como jogar?

Após definir os participantes, escolher o banqueiro e distribuir as cartas, é hora de jogar! Para saber qual jogador iniciará a partida, é só tirar a sorte nos dados — quem sair com o número mais alto, começa, e o jogador seguinte deve estar sempre à esquerda.

O primeiro a jogar deve começar a rodada lançando os dados e somando o resultado para o peão avançar pelo tabuleiro. Ao parar sobre uma casa, o jogador cumpre o descrito nela — comprar um imóvel, ir para prisão, tirar sorte, revés ou pagar o aluguel. 

As regras do Banco Imobiliário definem que, se um jogador tirar os mesmos números nos dois dados, tem o direito de lançá-los novamente. Entretanto, se isso ocorrer três vezes seguidas, o jogador deve ser mandado para a prisão.

Movimento do peão

Ao jogar Banco Imobiliário, o movimento dos peões é muito importante para os jogadores alcançarem o objetivo — conquistar propriedades. Caso um deles caia em uma propriedade ainda sem dono, pode adquiri-la pelo preço que estiver indicado no tabuleiro. Para isso, é só entregar o dinheiro para o banqueiro e receber o Título de Posse. 

Desse jeito, toda vez que outro jogador parar sobre a propriedade, deve pagar o valor de aluguel correspondente ao dono, presente no próprio título. Fora isso, a cada partida, caso o jogador pare ou passe pela casa “início”, o banco deve lhe pagar um valor indicado no próprio tabuleiro.

Sorte ou revés

O tabuleiro do Banco Imobiliário conta com casas de “sorte ou revés”. Caso o jogador pare sobre elas, deve retirar uma carta (a primeira) do monte com o mesmo nome e seguir com o que estiver indicado nela.

Caso a carta sorteada seja “habeas corpus” ou “compra livre”, o participante deve guardar e usá-la ao longo do jogo. Caso indique apenas um afazer, o jogador deve cumpri-lo e colocar a carta no final do monte.

familia em volta de jogo de tabuleiro aprendendo como jogar banco imobiliário

Prisão

No Banco Imobiliário, os jogadores podem ir para prisão de três formas: quando caem na casa “vá para a prisão”, tiram três vezes seguidas uma dupla de dados iguais ou pegam uma carta “sorte ou revés”. Nesses casos, é necessário mover o peão até a casa “prisão” ou “detenção”.

Para sair de lá, o jogador deve jogar os dados e tirar números duplicados na próxima partida ou pagar a fiança — que também deve ser paga caso o jogador não consiga tirar dados duplos após três rodadas preso. Além disso, é possível utilizar a carta “habeas corpus” para se libertar.

Propriedades 

Mesmo quem não sabe como jogar Banco Imobiliário deve imaginar que o acúmulo de propriedades é o maior objetivo dos jogadores. Para garantir essa proeza, o participante deve cair sobre as casas do tabuleiro que ainda não têm dono e comprá-las junto ao banqueiro.

No tabuleiro, os imóveis são subdivididos por áreas distintas por cores. Ao comprar todas as opções da mesma cor, o jogador pode adicionar casas ou hotéis nos terrenos. Isso aumenta o valor dos aluguéis, viabilizando a falência dos demais jogadores.

Entretanto, para aumentar o número de imóveis em suas propriedades, o jogador deve ter um número comum de casas ou hotéis nos terrenos da mesma cor. Ou seja, para construir uma segunda casa, todos os terrenos daquela área devem ter pelo menos uma, e assim sucessivamente.

Hipoteca

Se um jogador ficar sem grana no decorrer do jogo imobiliário, pode hipotecar os imóveis. Isso deve ser feito diretamente com o banqueiro, que cobrará o valor preciso da propriedade, conforme descrito no título.

Uma propriedade hipotecada não pode ser negociada sem o consentimento do proprietário. Além disso, enquanto estiver na hipoteca, nem o banqueiro, nem o proprietário podem receber o aluguel. Somente o detentor do imóvel pode recuperá-lo, pagando uma multa calculada sobre o valor correspondente do título. 

Falência

Por fim, se mesmo por dentro das regras de como aprender como jogar Banco Imobiliário, vender as casas e os hotéis, negociar e hipotecar as propriedades, o jogador não obter a quantia necessária de dinheiro para quitar as dívidas, deve declarar falência e sair do jogo. Assim, deve deixar todo o dinheiro para quem deve ou para o Banco. 

Ative seu #ModoBrincar e divirta-se com seus jogos favoritos!

Viu como jogar Banco Imobiliário pode ser fácil e divertido? Então, que tal ativar seu #ModoBrincar e garantir sua versão favorita desse passatempo clássico? Não perca tempo, navegue entre as opções disponíveis na Ri Happy e aproveite!

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *