Conheça os tipos de brinquedoteca e os benefícios!

6 MINUTOS DE LEITURA
1459
crianças se divertindo em um dos tipos de brinquedoteca

Você sabia que existem diferentes tipos de brinquedoteca espalhados pelo mundo e que cada um possui particularidades específicas, que contribuem diretamente para o desenvolvimento infantil? 

Também conhecido como ludoteca, o conceito de brinquedoteca surgiu nos Estados Unidos, em meados da década de 1930, referindo-se a um espaço projetado para crianças e adolescentes. Em geral, os ambientes reúnem diversos brinquedos, jogos, livros e passatempos, que estimulam habilidades, dando mais autonomia aos pequenos. 

Sabendo disso, para você entender melhor sobre o conceito e aprender quais tipos de brinquedoteca existem, preparamos este artigo recheado de informações. Achou interessante? Continue a leitura e confira!

Brinquedoteca hospitalar

A brinquedoteca infantil hospitalar é um dos tipos mais comuns, servindo como alternativa de entretenimento para crianças internadas. Justamente por isso, costuma contar com diversos brinquedos lúdicos, que ajudam a amenizar os traumas da internação.

Por oferecer uma distração saudável, esse tipo de brinquedoteca contribui diretamente para o bem-estar da criança, enquanto favorece o tratamento. Fora isso, auxilia na comunicação dos pequenos, que encontram outros meios de expressar as emoções e lidar com os problemas de saúde. 

Brinquedoteca terapêutica

A brinquedoteca terapêutica é um tipo destinado a crianças portadoras de deficiências físicas e mentais. Em geral, o ambiente conta com brinquedos adaptados, que ajudam na recuperação dos pequenos.

No espaço, os passatempos são vistos como instrumentos terapêuticos, que auxiliam a criança a superar dificuldades específicas. Além disso, o ambiente serve para orientar e guiar a família sobre como ajudar nos tratamentos.

Brinquedoteca comunitária

Normalmente, a brinquedoteca comunitária é desenvolvida em comunidades carentes, por meio da prefeitura, das organizações não governamentais ou das associações de bairros. Em geral, costuma trabalhar com empréstimos de brinquedos e promover atividades lúdicas para o público infantil local, como oficinas e competições.

Esse ambiente também serve para o enriquecimento cultural e social da população periférica, ajudando a capacitar os membros da comunidade. Fora isso, auxilia os pais e os responsáveis com o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes.

Brinquedoteca escolar

A brinquedoteca na educação infantil serve como um instrumento pedagógico, em que os brinquedos e os demais passatempos são lúdicos e contribuem para a aprendizagem. Nesse espaço, as crianças têm total liberdade para tomar decisões, estimulando habilidades como raciocínio lógico e atenção. 

O ambiente também permite a observação e a reflexão por parte dos profissionais, que podem olhar os pequenos com atenção e ajudá-los a se desenvolver. Fora isso, estreita a relação entre educadores e alunos, assim como entre as próprias crianças. 

Brinquedoteca universitária

A brinquedoteca universitária funciona como um centro de pesquisa sobre o comportamento infantil. Ou seja, é um ambiente desenvolvido para os universitários analisarem o papel da brincadeira no desenvolvimento infantil, assim como testarem novas brincadeiras e brinquedos. 

Presentes no Brasil desde a década de 1980, as brinquedotecas universitárias contam com um extenso acervo de materiais lúdicos para as pesquisas. Os ambientes ajudam a valorizar a cultura da infância, fomentam a importância das atividades lúdicas no processo educativo e na prática da cidadania, enquanto estimulam o desenvolvimento infantil. 

Brinquedoteca circulante

A classificação circulante refere-se aos tipos de brinquedoteca itinerante, que não fica parada em um só lugar, atendendo aos mais diversos públicos infantis. Normalmente, é vista em formato de ônibus, caminhonetes, etc. 

Em geral, esse tipo de brinquedoteca costuma ter um grande acervo de materiais, incluindo brinquedos, livros e jogos. Assim, dão a oportunidade de diferentes crianças vivenciarem práticas lúdicas. 

crianças e brinquedos em um dos tipos de brinquedoteca

Brinquedoteca cultural

Encontrada em museus, bibliotecas e centros culturais, a brinquedoteca cultural funciona como um espaço voltado para o intercâmbio de conhecimentos. Nesse espaço, crianças, adolescentes e adultos podem aprender uns com os outros por meio de materiais lúdicos relacionados à cultura. 

Favorecendo a socialização, o ambiente estimula o desenvolvimento de empatia e senso de comunidade. Além disso, incentiva a leitura, contribui para a inteligência e demonstra a importância da troca de experiências. 

Brinquedoteca temporária

A brinquedoteca temporária é encontrada em shoppings, mercados, lojas de departamentos, etc. Basicamente, serve para dar apoio aos pais durante as compras, garantindo entretenimento aos pequenos. 

Esse espaço costuma contar com diversos brinquedos e materiais lúdicos, que despertam rapidamente o interesse das crianças. Assim, também estimula a socialização e ajuda a aprimorar habilidades.

Lekotek

Apesar de não ter a mesma classificação, o programa Lekotek se assemelha muito às brinquedotecas. Na verdade, trata-se de um espaço desenvolvido para melhorar a qualidade de vida das famílias de crianças e adolescentes portadores de necessidades especiais.

Nesse espaço, os pequenos têm acesso a brinquedos e materiais lúdicos adaptados, que ajudam a desenvolver as habilidades. O ambiente também serve como instrumento para a inclusão social

Brinquedoteca em casa

Ainda entre os diferentes tipos de brinquedoteca, está a feita em casa, que reúne os brinquedos e os passatempos da criança em um só lugar. Além de centralizar a bagunça e ajudar a entreter, o ambiente pode ser usado para ensinar os pequenos sobre a importância da organização e da responsabilidade com os pertences.

Como montar? 

Agora, como essas áreas são montadas? Não há muito segredo para ter uma brinquedoteca em casa. Na verdade, você só precisa investir nos materiais certos. Comece optando por um espaço livre para os pequenos terem liberdade na hora de brincar na brinquedoteca.

Em relação à mobília, invista em opções funcionais, como baús e cestos para guardar os brinquedos, assim como prateleiras em altura adequada para as crianças alcançarem. Não esqueça de apostar em tapetes emborrachados para elas se divertirem no chão. Aproveite para espalhar alguns pufes, cadeiras e mesas pelo ambiente. 

Na hora de decorar, aposte em cores alegres, que estimulem a brincadeira. Faça combinações divertidas, com formas geométricas e figuras. Por fim, recheie o cômodo com brinquedos lúdicos, como blocos de montar, quebra-cabeças e jogos de memória, atentando-se à indicação, que deve ser adequada para a idade e a fase de desenvolvimento da criança. 

Aproveite as dicas do #ModoBrincar!

Gostou do conteúdo e já sabe quais tipos de brinquedoteca existem? Então, que tal aproveitar o tempo livre para garantir mais informações e dicas aqui, no blog #ModoBrincar? Navegue por conteúdos sobre brincadeiras, desenvolvimento infantil, maternidade e muito mais! 

Fontes consultadas: 

CARNEIRO, Profa. Drª. Maria Angela Barbato. Brinquedoteca: um espaço interessante para favorecer o desenvolvimento da criança. Educação – PUCSP, [s. l.], 2015. Disponível em: http://www4.pucsp.br/educacao/brinquedoteca/downloads/brinquedoteca.pdf. Acesso em: 22 nov. 2022.

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *