A história do xadrez: conheça a origem desse jogo emocionante

5 MINUTOS DE LEITURA
110
crianças sentadas em lugar aperto jogando representando a história do xadrez

O que acha de conhecer a origem de um jogo milenar e emocionante, que traz diversos benefícios para a garotada? Neste artigo, você conhece a história do xadrez e aprende a incentivar a molecada a se interessar por ele. Acompanhe a seguir!

A origem do xadrez

A origem do xadrez é a Índia do século VI. Ele era chamado de “chaturanga”, palavra sânscrita que significa “os quatro elementos de um exército”. Posteriormente, ele foi levado para a Pérsia e a China, onde ficou conhecido como “o jogo do elefante”.

Entre os séculos VIII e X, o jogo espalhou-se pela Europa. Somente na Idade Média, o xadrez adquiriu a configuração conhecida hoje. A partir do século XVIII, ele ficou popular na França, quando competições foram criadas.

Em 1851, foi realizado o primeiro torneio internacional em Londres. Em 2001, o Comitê Olímpico Internacional reconheceu o jogo como esporte.

A história das peças do xadrez

A história das peças do xadrez moderno data da época medieval, quando cada uma era associada a uma personalidade conhecida. Todas tinham funções e níveis de influência diferentes no reinado, refletidos no jogo.

As torres representam fortalezas que devem proteger o vilarejo (interior do tabuleiro). Os cavalos saltam grandes distâncias, transportando os cavaleiros para o reino rival. Os bispos são conselheiros e devem ficar próximos dos soberanos.

As rainhas enfrentam-se, ficando de frente uma para a outra. Assim como na sociedade, o rei é o centro das atenções e deve ser protegido. Por fim, os peões são a linha de frente da comunidade e defendem a realeza com a própria vida.

As regras do xadrez

A história do xadrez está diretamente relacionada às regras. O jogo estratégico retrata as guerras, os conflitos sociais e a religião da época em que foi criado. O objetivo de cada partida é matar o rei adversário, utilizando movimentos predefinidos.

O jogo para duas pessoas acontece em um tabuleiro quadrado, com 64 casas. Sobre ele, são distribuídas 32 peças, sendo 16 brancas e 16 pretas, dispostas em extremidades opostas.

Cada jogador tem direito a um lance por vez, movendo: peões, torres, cavalos, bispos, rainha e rei. Para ganhar a partida, é preciso deixar o rei do jogador oponente sem ação, dizendo “xeque-mate”.

criança sentada em frente ao tabuleiro representando a história do xadrez

Os benefícios do xadrez para as crianças

O xadrez para crianças é fascinante e cheio de desafios. Para vencer as partidas, é necessário ter raciocínio lógico, pensamento estratégico, concentração e muita criatividade. Assim, ele auxilia no desenvolvimento cerebral, aprimora o comportamento cognitivo e potencializa a atenção.

Desenvolvimento intelectual

Assim como outros jogos lúdicos de matemática, o xadrez contribui para o desenvolvimento intelectual dos pequenos. Ele pode ser praticado por crianças acima de quatro anos, potencializando a capacidade de análise, resolução de problemas e tomada de decisão.

Concentração e paciência

Como a história do xadrez e suas regras mostram, é necessário ter paciência e concentração para vencer as partidas. A partir disso, a garotada aprende a esperar a hora certa de agir, manter o foco e ignorar distrações.

Criatividade

Além de desafiadoras, as jogadas de xadrez requerem muita criatividade dos jogadores. Com isso, os pequenos enxadristas desenvolvem a capacidade de inventar, elaborando novas estratégias para vencer o oponente.

Como introduzir o xadrez no dia a dia das crianças

Introduzir o xadrez no dia a dia das crianças estimula o desenvolvimento intelectual de maneira lúdica. Para isso, é possível recorrer a estratégias divertidas, utilizando elementos que fazem parte do universo da molecada, como filmes, livros e seriados.

Esse jogo clássico atraiu a atenção de novos adeptos recentemente graças à minissérie O Gambito da Rainha, considerada uma das mais populares da Netflix. Os episódios acompanham Beth Harmon, uma jovem que faz de tudo para se tornar a maior jogadora de xadrez do mundo.

Contar a história do xadrez aos pequenos também ajuda os incentiva a se interessarem pela atividade. Você pode utilizar teatrinhos e outras brincadeiras para explicar sobre as peças do jogo.

Outra sugestão é ilustrar a história do tabuleiro de xadrez durante as partidas, mostrando como as jogadas devem ser feitas e qual é o posicionamento das peças. Você também pode criar campeonatos divertidos para entreter a molecada.

A Ri Happy tem a maior seleção de jogos de tabuleiros

Compartilhar a história do xadrez com as crianças é uma maneira de incentivá-las a terem interesse pelo jogo e adotá-lo como atividade esportiva. Se você procura esse e outros jogos de tabuleiros, saiba que a Ri Happy tem um catálogo completo.

Acesse o site para conferir damas, Detetive, Banco Imobiliário e muito mais. Aproveite para fazer seu cadastro gratuitamente no programa de fidelidade Happy Mais. Com ele, você ganha benefícios exclusivos, como ofertas e parcelamento diferenciado.

Ver mais brinquedos incríveis

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *