Conheça 5 brincadeiras sem brinquedos para divertir a criançada

5 MINUTOS DE LEITURA
1531
Imagem de um grupo de crianças de mãos dadas

Juntar a criançada para se divertir é sempre uma boa ideia. Para isso, montar uma programação especial faz toda a diferença. As brincadeiras sem brinquedos são ótimas alternativas para os pequenos, principalmente por serem superfáceis de organizar. 

Pensando nisso, o blog Modo Brincar reuniu uma lista com cinco brincadeiras interessantes para divertir a garotada. Confira mais detalhes sobre cada uma delas a seguir!

1. Esconde-esconde

Não existe atividade mais clássica que o esconde-esconde. Isso porque essa é uma das brincadeiras sem brinquedos que ultrapassa gerações e consegue divertir tanto os adultos quanto as crianças. Tudo começa com a escolha de alguém para procurar os participantes.

Essa pessoa fica posicionada em algum lugar, contando até um certo número. Enquanto isso, todos os outros se escondem. Quando a busca começa, o participante que está procurando deve tocar em quem encontrar. O último é o novo “pegador”.

Existe uma variação dessa brincadeira em que o último participante que não foi encontrado pode tentar chegar até o ponto onde o “pegador” estava, contando antes de sair para procurá-los. Lá, ele pode “salvar o mundo”, o que significa que todos estão livres de novo, e a rodada recomeça.

2. Pedra, papel e tesoura

Brincar é uma das melhores formas de desenvolver as habilidades da criançada. O jogo de pedra, papel e tesoura é uma atividade superbacana para quem quer divertir os pequenos. A rodada começa com duas pessoas na frente uma da outra.

Cada uma escolhe um símbolo (pedra, papel ou tesoura) e, quando for indicado, deve mostrá-lo para o oponente. Cada elemento pode anular o outro. Vence quem conseguir fazer isso em mais rodadas. Confira quais são as possíveis combinações:

  • pedra (mão fechada) vence tesoura (indicador e médio estendidos);
  • tesoura vence papel (mão aberta);
  • papel vence pedra.

Se os dois participantes mostrarem o mesmo símbolo, repetem a rodada até que algum deles vença. Essa é uma das brincadeiras sem brinquedos que estimula a concentração e a agilidade.

Imagem de um grupo de crianças correndo

3. Pega-pega corrente

O pega-pega é outro clássico que ultrapassa gerações. Ao longo dos anos, foram surgindo algumas variações dessa brincadeira. É o caso do pega-pega corrente. Antes de começar a rodada, é preciso escolher o local para os pequenos correr, criando limites para a “área de fuga”.

Um jogador é escolhido para ser o “pegador”. Essa escolha pode ser feita por meio de um sorteio. Esse participante fica posicionado enquanto os outros se afastam. O objetivo é o mesmo do pega-pega tradicional: pegar o maior número de pessoas.

A diferença está no seguinte fato: quando a pessoa é “pega”, dá a mão para o pegador. Desse jeito, é formada uma corrente, e os pequenos precisam trabalhar juntos para capturar todos os participantes. O último a sobrar livre é o vencedor e pode ser o próximo pegador ou optar pelo primeiro que foi pego.

4. Estátua

“Agora, ninguém pode se mexer: estátua!”, já dizia a canção da Xuxa, a rainha dos baixinhos. A música se tornou um símbolo de uma das brincadeiras sem brinquedos mais bacanas que existem. Para essa atividade, é legal reunir várias crianças, o que torna tudo ainda mais divertido.

Nessa brincadeira para criança, os pequenos ficam juntos em uma área com bastante espaço. Uma pessoa, geralmente, um adulto, controla o som e coloca uma música para a criançada dançar. 

Quando a música é pausada, todos os participantes devem ficar parados, como estátuas. Caso alguém se mexa, está eliminado da brincadeira. Ganha aquele que ficar até o final. Essa atividade é superbacana para estimular a concentração.

5. Rouba-bandeira

A brincadeira rouba-bandeira é ideal para as crianças mais crescidinhas. É indicado que ela seja feita com um número par de participantes, já que eles são divididos em duas equipes. Cada time tem o próprio campo, ou seja, área que precisa proteger.

A equipe também ganha uma bandeira, que pode ser feita com algum tecido encontrado em casa. É importante que cada bandeira tenha uma cor diferente, usada pelos participantes para diferenciá-los durante o jogo.

O objetivo de cada equipe é entrar no campo do adversário, pegar a bandeira e sair de lá sem ser capturado pelos outros participantes. É uma ótima maneira de estimular o desenvolvimento social da criançada, já que elas precisam trabalhar em conjunto e interagir para pensar no melhor plano de defesa e ataque.

Viu só? Existem muitas brincadeiras sem brinquedos superbacanas para divertir a criançada. Depois de conferir este conteúdo, que tal conhecer mais artigos do blog Modo Brincar? Por aqui, temos tudo sobre o universo infantil. Acesse!

Ver mais brinquedos incríveis

ATIVIDADES #MODOBRINCAR

Se divertir é

UAAAAAU!

Kaboom

Leia Mais

iupii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *